GUERRA DO PARAGUAI

Francisco Solano López

Um dos maiores ditadores da história sangrenta da América Latina, Solano López mantinha todo o povo e território paraguaio em seu domínio. Herdou o posto de chefe supremo da nação de seu pai Carlos Antônio López e ao contrário dos governos anteriores, resolveu mexer com os países vizinhos. Invadiu o Brasil em dezembro de 1864 e manteve seu povo numa guerra sangrenta e desleal, fugindo e se escondendo em seu território por 5 anos. Foi o último homem a morrer na Guerra do Paraguai, em 1º de março de 1870, pondo termo ao conflito. Hoje é reverenciado como o grande herói nacional no Paraguai.