GUERRAS MUNDIAIS

Benito Mussolini

Benito Mussolini, "Il Duce", foi um ditador italiano que governou o país sob um regime fascista de 1922 a 1945, período em que introduziu a Itália na Segunda Guerra Mundial. 

Benito Amilcare Andrea Mussolini nasceu em 29 de julho de 1883, em Dovia di Predappio, província de Forlí, Itália. Sendo ainda muito jovem, alistou-se no Partido Socialista Italiano (1900), onde formou parte de sua ala revolucionária. Atividades relacionadas ao socialismo e manifestações de sua ideologia o levaram à prisão em várias ocasiões, até a sua expulsão do Partido por conta de seu radicalismo.

Após participar como soldado na Primeira Guerra Mundial, criou em 1919 os "Fasci Italiani di Combattimento", grupos armados de protesto. Em 1920,  fundou o "Partido Nacional Fascista", com o qual alcançou uma grande popularidade. Mussolini subiu ao poder após a "Revolución Fascista" em 1922. Instaurou um regime ditatorial sobre a Itália, obtendo poderes supremos e governando a península até 1945.

Em 1935, levou a Itália para uma guerra contra a Etiópia, a qual é lembrada por seus massacres, seus crimes de guerra e seus atropelos aos direitos humanos. Em 1936, ele anunciou a criação do Eixo Berlim-Roma com o qual estreitava as relações com o nacional-socialismo alemão e o seu líder, Adolf Hitler.

No começo da Segunda Guerra Mundial, Mussolini declara a Itália "não beligerante", pois considerava que o país não estava pronto para ingressar em um conflito bélico em escala mundial. No entanto, quando finalmente ingressou na guerra, fortaleceu as forças do Eixo, compostas por Alemanha, Japão e outros países.  Mussolini pretendia aproveitar a guerra para estender os domínios italianos e fundar assim um novo "Império Romano", que se expandiria desde a Tunísia até o Quênia.

A Itália ingressou oficialmente na guerra em Junho de 1940, invadindo territórios franceses. O exército italiano realizou diversas ofensivas no front africano e, ainda que tivesse conseguido grandes vitórias no começo, terminou derrotado, colocando em evidência sua falta de recursos e preparação. Da mesma forma, colheu derrotas contra a Inglaterra, Rússia e em sua invasão à Grécia, onde havia conseguido se impor unicamente pela intervenção das forças alemãs.

Em julho de 1943, Mussolini teve todos os seus poderes destituídos pelo rei e pelo Grande Conselho do Fascismo,  sendo enviado à prisão. No entanto, um comandante alemão o libertou da prisão e,  após a invasão alemã sobre a Itália, Hitler o restituiu como governante da península.

Em 25 de abril de 1945, quando a vitória dos aliados era iminente, Mussolini foi capturado tentando escapar para a Suíça. Foi executado três dias depois junto com a sua amante, Clara Petacci, e seu corpo foi pendurado pelas ruas de Milão, como represália pelas execuções de partidários que ele havia ordenado.