GUERRAS MUNIDAIS

Franklin D. Roosevelt

Franklin D. Roosevelt foi um político norte-americano. É lembrado como um dos presidentes de maior relevância na história de seu país.

Franklin Delano Roosevelt nasceu em 30 de janeiro de 1882, em Hyde Park, Nova York, no berço de uma família rica e com larga história na política dos Estados Unidos. Filho único e superprotegido, teve uma infância privilegiada. Suas frequentes viagens para a Europa propiciaram aprender fluentemente as línguas alemã e francesa.

Após estudar Direito na Universidade de Columbia, obteve um posto no senado do estado de Nova York, onde sua juventude, presença e ideias claras o tornaram uma figura de destaque dentro do Partido Democrata. Quando Woodrow Wilson foi eleito presidente em 1912, Roosevelt assumiu o cargo de Secretário Adjunto da Marinha. Ao ingressar os Estados Unidos na Primeira Guerra Mundial em 1917, se tornou o mais alto administrador dessa força.

Em agosto de 1921, Roosevelt contraiu poliomielite a qual o deixou total e permanentemente paralisado da cintura para baixo. Em 1928, foi eleito governador do estado de Nova York, e em 1932 se tornou o 32º presidente dos Estados Unidos.

Quando a Segunda Guerra Mundial teve início em 1939, buscou formas de ajudar a França e a Grã-Bretanha, estabelecendo uma correspondência regular e secreta com Winston Churchill, que se tornaria o Primeiro Ministro Britânico no ano seguinte.

Roosevelt iniciou então um processo de rearmamento do Exército e da Marinha enquanto convencia o país da necessidade de intervir militarmente no conflito bélico. Ele foi muito criticado por um grupo de ativistas que acreditavam ser desnecessário levar o país a uma nova guerra. Hoje, muitos veem na iniciativa de Roosevelt o princípio de uma política intervencionista norte-americana que continua até os dias atuais.

O certo é que Roosevelt e seu governo já apoiavam a França, Grã-Bretanha e mesmo a União Soviética antes do ataque a Pearl Harbor em 7 de dezembro de 1941. Esse ataque marcou a entrada oficial dos Estados Unidos na Segunda Guerra Mundial, a qual Roosevelt jamais veria terminar, pois faleceu em 12 de abril de 1945, vítima de um câncer cerebral.

Suas conversas com os grandes líderes das demais nações em guerra, foram de grande importância para a definição do conflito. São lembradas especialmente as reuniões com Churchill e Stalin. Ele tinha conhecimento do "Projeto Manhattan" (a bomba atômica), cujo o seu uso caiu nas mãos de seu sucessor Harry S. Truman. 

É o único presidente que permaneceu na Casa Branca durante quatro períodos (1933 - 1945) e, ainda que a sua morte tenha interrompido seu último mandato, é lembrado como um dos mais importantes líderes da história de seu país.