A REBELIÃO DOS BÁRBAROS

Fritigerno interpretado por Steve Waddington

Com os corpos altos e bem desenvolvidos, esses guerreiros nórdicos empunham machados enormes para aterrorizar o inimigo.Os povos godos têm origem na Germânia, mas, por volta do século IV, habitaram a Cítia (atual Romêmia). Eles eram diversos culturalmente, compartilhando algumas características com os hunos e outros povos do leste.

A tribo de Frigiterno havia se convertido recentemente ao Cristianismo, mas eles eram inimigos de Roma e frequentemente entravam em conflito com os exércitos imperiais e invadiam as fronteiras do império. Mas quando a ameaça huna colocou sua sobrevivência em risco, Fritigerno pediu ao seu companheiro cristão, o imperador romano Valente, que concedesse asilo ao seu povo dentro do império, em troca de soldados para lutar no exército romano. Valente permitiu que os godos de Fritigerno cruzassem o Danúbio e se estabelecessem em Trácia. Ao seu general, Lupicinus, foi dada a tarefa de desarmar e alimentar os godos. Mas Lupicinus era corrupto e cruel e estava disposto a lucrar com a desgraça dos godos, vendendo-lhes rações escassas a preços inflacionados. Os godos ficaram agitados e raivosos. Lupicinus, alarmado pela fúria das massas, convidou seus líderes, incluindo Fritigerno, a um banquete no acampamento romano. Uma vez dentro, os guarda-costas dos líderes godos foram assassinados. A captura dos chefes deixou os godos loucos e furiosos. Fritigerno negociou sua própria soltura ao prometer acalmar a horda goda. Mas, em vez disso, ele planejou sua vingança.

 

Quando as forças de Fritigerno atacaram, elas destruíram o exército de Lupicinus e saquearam livremente o campo. Ao mesmo tempo, os bárbaros na cidade de Adrianópolis se rebelaram contra os senhores romanos e se juntaram a Fritigerno.

 

A ameaça era tão grande que tanto o Império do Oriente quanto o do Ocidente enviaram suas legiões para enfrentá-la. Em Adrianópolis, o conflito chegou ao clímax com uma batalha épica.

 

O assassinato das forças romanas pelos godos foi o mais sangrento desde Aníbal, na Batalha de Canas. O imperador Valente fugiu da batalha em pânico e se escondeu em um celeiro próximo. Os godos o localizaram, cercaram o celeiro com feno e assistiram ao Imperador de Roma queimar vivo.

 

Fritigerno liderou os godos de volta a Trácia, onde eles se estabeleceram não como servos de Roma, mas como semelhantes e rivais temidos. Ele morreu logo em seguida, mas seu nome ficou para a história como o homem que destruiu legiões romanas e matou um imperador.