HUGO CHÁVEZ

Hugo Chávez

Nascido em Sabaneta, Venezuela, em 28 de julho de 1954, Hugo Chávez foi o presidente da Venezuela de 1999 a 2013. Ele ficou conhecido por criar uma nova Constituição, renomeando o seu país como República Bolivariana da Venezuela, e por obter o controle de sua companhia estatal, deixando tensas as relações com os EUA. Em 2006, ajudou a criar a ALBA (Alternativa Bolivariana para as Américas), uma organização socialista de livre comércio. Chávez morreu em 5 de março de 2013, aos 58 anos, em decorrência de um câncer.

Hugo Rafael Chávez Frías nasceu em 28 de julho de 1954, em Sabaneta, na Venezuela, de pais professores. Antes de ficar conhecido por suas reformas e suas fortes opiniões como presidente da Venezuela (1999-2013), Chávez estudou na academia militar da Venezuela, pela qual se formou em 1975 com um diploma em artes e ciências militares. Depois, serviu como oficial em uma unidade paramilitar do exército.

Em 1992, ao lado de outros membros desiludidos do exército, ele tentou derrubar o governo de Carlos Andres Perez. O golpe fracassou e Chávez passou dois anos na prisão, até receber perdão. Ele, então, deu início ao Movimento V República, um partido político revolucionário.

Chávez concorreu à presidência em 1998, fazendo campanha contra a corrupção do governo e prometendo reformas econômicas. Após vencer as eleições e assumir o cargo, em 1999, propôs uma mudança para a Constituição venezuelana, alterando os poderes do Congresso e o sistema judicial. Como parte da nova Constituição, o nome do país foi modificado para República Bolivariana da Venezuela.

Enquanto presidente, ele encontrou desafios tanto dentro quanto fora de seu país. Seus esforços em aumentar o domínio da companhia estatal venezuelana em 2002 provocaram controvérsias e levaram a inúmeros protestos, sendo Chávez deposto temporariamente do poder em abril de 2002 por líderes militares. Os protestos continuaram após ele retomar o cargo, gerando um referendo popular, em agosto de 2004, no qual a maioria decidiu que ele deveria prosseguir seu mandato.

Chávez era conhecido por não fazer rodeios e ser dogmático como presidente, recusando-se a guardar suas críticas e opiniões. Ele insultava executivos do petróleo, autoridades eclesiásticas e outros líderes mundiais e era particularmente hostil em relação ao governo americano, o qual acreditava ser responsável pelo golpe fracassado de 2002 contra ele. Chávez também se opunha à guerra do Iraque, declarando que os EUA haviam abusado de seu poder ao dar início a esse esforço militar. Ele também chamou o ex-presidente George W. Bush de imperialista do mal.

As relações entre os EUA e a Venezuela têm sido tensas por algum tempo. Depois de tomar posse, Chávez vendeu petróleo para Cuba – um inimigo de longa data dos EUA –, resistiu aos planos dos EUA de conter o tráfico de narcóticos na Colômbia e ajudou forças guerrilheiras de países vizinhos. Além disso, durante sua presidência, ele ameaçou interromper o fornecimento de óleo aos EUA caso houvesse outra tentativa de retirá-lo do poder. Ele, no entanto, doou petróleo para ajudar o aquecimento de vítimas do Furacão Katrina e do Furacão Rita, que destruíram várias instalações de processamento de petróleo.

Independentemente da relação da Venezuela com os EUA, enquanto presidente, Chávez alavancou os recursos petrolíferos de seu país para fazer tratados com outras nações, como a China e a Angola. Em 2006, ele ajudou a criar a ALBA (Alternativa Bolivariana para as Américas), uma organização socialista de livre comércio que teve o apoio de Fidel Castro e Evo Morales, presidente da Bolívia. Chávez também era um membro ativo do Movimento dos Países Não Alinhados (MNA), um grupo que conta com mais de 100 países, como Cuba, Irã e várias nações africanas.

Chávez descobriu que tinha câncer em junho de 2011, após uma cirurgia para remover um abscesso pélvico e, de 2011 a 2012, foi submetido a três operações para remover tumores cancerígenos. Após a terceira cirurgia, em fevereiro de 2012, Chávez, sabendo da gravidade da operação e também da possibilidade de não poder mais exercer seu cargo como presidente, nomeou o vice-presidente Nicolás Maduro como seu sucessor. Por causa de sua saúde cada vez mais frágil, ele foi impedido de tomar posse de seu quarto mandato em janeiro de 2013. Depois de uma longa batalha contra o câncer, Hugo Chávez morreu em 5 de março de 2013, aos 58 anos, na Venezuela. Ele deixou sua mulher, Maria Isabel Rodriguez, e cinco filhos.

 


Imagem: Roberto Stuckert Filho/PR [Domínio público], via Wikimedia Commons