JOHN LENNON

John Lennon

John Winston Ono Lennon, mais conhecido como John Lennon, foi um músico, compositor, escritor e ativista que se tornou mundialmente conhecido como integrante da banda inglesa The Beatles (1970-1980).

Ele nasceu no dia 9 de outubro de 1940, em Liverpool, na Inglaterra, e morreu aos 40 anos, no dia 8 de dezembro de 1980, em Nova York, nos Estados Unidos, vítima de um assassinato.

Quando pequeno, Lennon queria ser marinheiro, como o pai, mas tornou-se músico depois de escutar as músicas de Elvis Presley. Em 1957, formou a banda que se seria os Beatles, e, na década de 60, conquistou enorme sucesso cantando e compondo músicas com Paul McCartney.

 

Yoko Ono

Deus é um conceito pelo qual medimos nossa dor

No meio dos anos 60, trabalhou em outros projetos paralelos com a artista de vanguarda japonesa Yoko Ono, com quem se casou no dia no dia 20 de março de 1969, no Rochedo de Gibraltar. Apesar de muitos fãs dos Beatles considerarem que ela foi responsável pelo final da banda, o fato é que Yoko ficou ao lado de Lennon até o dia de sua morte. Os dois se conheceram em Londres, durante uma exposição de Yoko, no final de 1966. Ela já era uma artista polêmica na época e realizava a sua primeira exposição individual. Lennon ficou impressionado com o trabalho de Yoko, passou a admirá-la e os dois começaram a trabalhar juntos. Ambos estavam envolvidos em outros relacionamentos, mas abandonaram tudo para ficarem juntos.

A lua de mel dos dois foi uma forma de protesto contra a guerra no Vietnã. Os recém-casados fizeram o chamado “bed-in for peace”, na cama do quarto 1902 do Hotel Hilton em Amsterdã, por uma semana. Os “bed-in” eram conferências de imprensa em favor da paz, realizados em uma cama de hotel. Eles fizeram um segundo bed-in em Montreal, onde gravaram a música “Give Peace a Chance”. Lennon e Yoko tiveram um filho, Sean, nascido em 1975.

 

Imagine

A vida é o que te acontece enquanto você está ocupado fazendo outros planos.

O ativismo político dos dois ficou muito evidente no início do trabalho solo de Lennon, incluindo "Imagine" - lançado no dia 9 de setembro de 1971, nos Estados Unidos -, e isso atraiu a atenção do governo dos Estados Unidos, que pretendia deportar os dois. A música título do álbum, "Imagine" se tornou a marca registada de Lennon e foi escrita como um pedido pela paz mundial. Imagine, o segundo disco de Lennon, foi considerado com composições mais suaves, mais comercial e com uma pegada menos rock do que seu primeiro álbum aclamado pela crítica "John Lennon/Plastic Ono Band".

Imagine é marcado por ser o seu trabalho mais conhecido de Lennon e foi votado pela edição 80 da revista Rolling Stone entre os "500 Maiores Álbuns de Todos os Tempos". O seu ex-companheiro da época dos Beatles, George Harrison também participou deste álbum.

 

Má relação com Paul McCartney

Eles te odeiam se você é esperto e desprezam o tolo.

Imagine foi composto e gravado em um período em que Lennon vivia uma má relação com Paul McCartney, após o rompimento com os Beatles e também após Paul ter obtido na Justiça o dissolvimento legal da parceira. No começo, havia o comentário de que a música "How Do You Sleep?" (Como Você Dorme?) - seria uma música escrita em retaliação a Paul McCartney por seus ataques pessoais a Lennon e Ono, no seu álbum Ram. Lennon, mais tarde, disse que escreveu "How Do You Sleep?" sobre ele próprio. "Eu usei meu ressentimento contra o Paul para criar a música, não uma terrível vingança viciosa horrível ... Eu usei meu ressentimento e a retirada de Paul e dos Beatles e a relação com Paul para escrever 'How Do You Sleep?'. Eu realmente não quero seguir em torno desses pensamentos na minha cabeça o tempo todo ...".

A foto frontal da capa é do artista Andy Warhol, tirada com uma Polaroide. A foto da contracapa é de Yoko Ono. Ali também está uma citação do livro dela, "Grapefruit": "Imagine as nuvens gotejando. Cave um buraco no seu jardim para colocá-las dentro."

 

Última apresentação

No dia 28 de fevereiro de 1974, um feriado de Ação de Graças nos Estados Unidos, John Lennon realizou aquela que seria a sua última apresentação pública em um palco. Vestido todo de preto, ele foi o convidado inesperado de Elton John, que estava tocando no Madison Square Garden, em Nova York. O ex-Beatle foi recebido de forma calorosa pelo público e tocou, com Elton John, três músicas: "Whatever Gets You Thru the Night", "Lucy in the Sky With Diamonds" e "I Saw Her Standing There". A presença de John Lennon, na realidade teria sido por conta de uma aposta com Elton John, que teria dito que sua música "Whatever Gets You Thru the Night", lançada meses antes por Lennon, chegaria ao topo das paradas. John duvidou, e Elton John propôs a aposta. Se vencesse, Lennon teria de subir ao palco com ele durante um show. Quando a música de Lennon alcançou o primeiro lugar, Elton cobrou a aposta e Lennon aceitou.

 

Assassinato

Depois de 1975, Lennon deixou a vida pública e, com Yoko, retornou com o álbum "Double Fantasy", pouco antes de ser assassinado por um fã, em frente ao seu prédio, o Dakota, em Nova York. Na triste data de 8 de dezembro de 1980 ele foi morto por um fã, Mark David Chapman, que disparou cinco tiros, dos quais quatro acertaram o músico. Ele foi preso e condenado à prisão perpétua nos EUA. Com o violento episódio, encerrava-se ali a vida de um talentoso músico e também de um militante da paz.

 

Imagem: Jack Mitchell, via Wikimedia Commons