GUERRAS MUNIDAIS

Mustafa Kemal Atatürk

Mustafa Kemal Atatürk foi um militar e político otomano, famoso por ter lutado na Primeira Guerra Mundial e fundado a atual República da Turquia. Mustafa (também conhecido como Kemal) nasceu em Salonica, atual Grécia, em 12 de março de 1881. Durante seus anos de estudos secundários, ele foi reconhecido por suas capacidades matemática, o que lhe valeria o sobrenome Kemal (“o perfeito”). Em 1895, ele ingressou na Academia Militar de Monastir, onde surgiu seu compromisso político pela defesa da autonomia dos povos otomanos, em oposição ao império. Em 1905, Mustafa terminou seus estudos na Academia Militar “Harbiye Harp Okulu”, com o posto de capitão do estado-maior. Em 1913, ele participou da guerra ítalo-turca e, um ano depois, foi enviado como agregado militar a Sófia, na Bulgária.

No começo da Primeira Guerra Mundial, o Império Otomano se aliou à Alemanha e Kemal foi enviado a Rodosto, ostentando a patente de coronel para comandar a 19ª divisão. Ele combateu com sucesso no desembarque das tropas aliadas em 1915, o que lhe garantiu fama como militar e o transformou em herói nacional. Entre 1917 e 1918, transferiu-se para o Cáucaso para lutar contra os russos, obtendo vitórias importantes. Mustafa continuava sendo crítico em relação ao sultão e à influência que a Alemanha exercia sobre o império, o que, finalmente o levou a renunciar a seu cargo e a pedir a baixa. Todavia, teve que continuar à frente dos conflitos na Palestina. Após a capitulação do Império Otomano, em outubro de 1918, Kemal apoiou a ideia de defender os territórios de idioma turco e abandonar os restantes. Isso fez com que ele fosse muito crítico em relação ao Armistício de Mudros, que permitiu que os países aliados ocupassem territórios turcos.

Mustafa deu início, então, a um movimento de resistência nacional que, mais tarde, foi consolidado na Grande Assembleia Nacional de Ankara, reunida pela primeira vez em 23 de abril de 1920 e cuja autoridade mais alta era ele próprio. Nessa posição, ele se opôs ao governo imperial concentrado em Constantinopla e não aceitou a dominação das regiões ocupadas, o que fez com que ele enfrentasse a Grécia e a Armênia para recuperar os territórios que esses países haviam recebido com o Tratado de Sèvres, em 1920. Finalmente, em 1923, foi assinado o tratado de Lausanne que reconheceu os territórios libertados e declarou a independência da Turquia.

Em 29 de outubro de 1923, com a fundação da República da Turquia, Mustafa Kemal foi eleito presidente e reeleito em outras três ocasiões (1927, 1931 e 1935). Em 1934, foi reconhecido com o nome de Atatürk, que significa “pai dos turcos”.

Mustafa Kemal faleceu em decorrência de uma cirrose, em 10 de novembro de 1938, quando ainda era presidente da Turquia.