HUMORISTAS

Ronald Golias

José Ronald Golias foi um consagrado comediante e ator da televisão brasileira, que conquistou a fama com a participação no humorístico a Praça da Alegria, no final dos anos 50. No programa, exibido na TV Paulista, Golias interpretava Pacífico, que tinha como bordão "Ô Cride, fala pra mãe...".  

Golias nasceu no dia 4 de abril de 1929 em São Carlos (SP) e morreu em 27 de setembro de 2005, na capital paulista, aos 76 anos. Filho de Conceição D'Aparecida Rayol Golias e Arlindo Golias, recebeu este nome em homenagem ao artista Ronald Colman. A estreia de Golias nos placos aconteceu cedo, aos 8 anos de idade, como artista amador na Escola Dante Alighieri, em São Carlos.


A Praça da Alegria

Mais tarde, Golias se mudou para São Paulo, onde trabalhou como alfaiate e funileiro. A seguir, praticou natação no Clube Regatas do Tietê, onde formou uma trupe de apresentações aquáticas, chamada de Acqua Loucos. Suas apresentações o levaram ao programa Calouros em Cena, da Rádio Cultura. No fim da década de 50, com o término dos programas produzidos pela emissora, Golias entrou para o time de artistas da Rádio Nacional. Foi ali que conheceu uma pessoa que mudaria a sua carreira: Manuel de Nóbrega, que, em 1957, chamou Golias para participar do humorístico A Praça da Alegria, que estrearia naquele mesmo ano pela TV Paulista.

O programa representou o começo do sucesso do comediante na TV, onde Golias interpretava o inquieto Pacífico.  Com a fama, Golias também entrou para o cinema, porém sua agenda lotada causava dificuldades em conciliar os compromissos. Ele participou dos filmes Golias Contra o Homem das Bolinhas (1969), Agnaldo, Perigo à Vista (1968), O Homem que Roubou a Copa do Mundo (1963), Os Cosmonautas (1962), O Dono da Bola (1961), Os Três Cangaceiros (1961), Tudo Legal (1960), Vou Te Contá... (1958) e Um Marido Barra-Limpa (1957-1967).


Família Trapo

Ainda na televisão, Golias foi um dos destaques da Família Trapo, programa exibido pela TV Record entre 1967 e 1971. Em 1979, ele fez o seriado Superbronco, na Globo, mas o programa não deslanchou. Nos anos 80, realizou o humorístico Bronco, na Bandeirantes.

Entre 1990 e 2005, integrou o elenco fixo de A Praça é Nossa, no SBT, interpretando diversos personagens. Nesse meio tempo, também participava, na mesma emissora, dos humorísticos Escolinha do Golias e Meu Cunhado.


Anos finais

Em 2004, Golias passou por uma cirurgia para a colocação de um marca-passo. No mês seguinte, foi internado com um coágulo no cérebro. Desde então, seu estado de saúde se agravou. No dia 27 de setembro de 2005, ele morreu por conta de uma infecção generalizada, em São Paulo.

 


Imagem: Divulgação