Hoje na história

13.Abr.2020

Cantor e compositor Moraes Moreira morre aos 72 anos

O cantor e compositor Moraes Moreira morreu em 13 de abril de 2020, aos 72 anos. O artista sofreu um infarto enquanto dormia em casa, no Rio de Janeiro. Fundador dos Novos Baianos, ele foi autor de vários clássicos da banda, como "Preta Pretinha", "Acabou Chorare" e "Besta é Tu". Além disso, ele fez muito sucesso quando partiu para a carreira solo.

Nascido em Ituaçu, na Bahia, Moraes Moreira se envolveu com música desde cedo, tocando sanfona de doze baixos em festas de São João na cidade. Quando era adolescente, aprendeu a tocar violão. No início da juventude, se mudou para Salvador, onde conheceu artistas como Tom Zé e o poeta Luiz Galvão.

No final dos anos 1960, fundou o grupo Os Novos Baianos com Galvão, Paulinho Boca de Cantor e Baby Consuelo. O grupo era completado pelos membros da banda A Cor do Som, do qual faziam parte o baixista Dadi, o baterista/percussionista Baxinho (José Roberto Martins Macedo), o guitarrista Pepeu Gomes e seu irmão baterista, Jorginho Gomes. 

O primeiro álbum dos Novos Baianos, É Ferro na Boneca, de sonoridade mais roqueira, saiu em 1970. Dois anos depois, eles lançaram Acabou Chorare, considerado um dos discos mais importantes da música brasileira. Nessa obra, eles tiveram muita influência de João Gilberto, o pai da bossa nova, com quem tinham feito amizade. A mistura de rock e ritmos brasileiros marcou época e influenciou diversos artistas.

Em Jacarepaguá, os Novos Baianos alugaram um sítio apelidado de "Cantinho do Vovô". Viviam de forma quase anárquica em pleno regime militar. Em 1973 lançam seu terceiro álbum de estúdio, Novos Baianos F.C., com inovações rítmicas e líricas. Após o lançamento do quarto álbum, em 1974, Moraes Moreira deixou o grupo para seguir carreira solo.

A partir daí, Moraes Moreira emplacou diversos sucessos, como "Pombo Correio", "Lá Vem o Brasil Descendo a Ladeira", "Sintonia" e "A Lua e o Mar" (em parceria com Pepeu Gomes). Ao todo, ele lançou mais de 20 discos em carreira solo. Os Novos Baianos voltaram a se reunir para turnês bem-sucedidas em 1997 e 2015.


Imagem: Produção Cultural no Brasil, via Wikimedia Commons