Hoje na história

06.jul.1918

Legião Checa toma o porto russo de Vladivostok para os Aliados

No dia 6 de julho de 1918, as tropas da Legião Checa, lutando em nome dos aliados, durante a Primeira Guerra Mundial, e em favor da independência do seu estado checo-eslovaco, declararam o porto russo de Vladivostok, no Oceano Pacífico, um protetorado dos Aliados, tomando controle do local e derrubando o governo bolchevique que havia sido instalado na semana anterior.

Quando a Primeira Guerra Mundial começou, no verão de 1914, os países da agora República Checa e Eslováquia faziam parte do Império Austro-Húngaro, que lutava ao lado da Alemanha e contra os Aliados - Rússia, França e Grã-Bretanha. Os checos que se alistaram no exército austro-húngaro acabaram, desta forma, lutando contra seus compatriotas, os checos que haviam emigrado para a Rússia, perto da virada do século, a maioria estabelecendo-se em Kiev, capital da Ucrânia, e arredores da cidade. Muitos que lutaram pelo Império Austro-Húngaro chegaram a se render voluntariamente ao inimigo russo. Em 1917, Thomas Masaryk, um professor de filosofia e nacionalista checo, começou a fazer lobby junto ao governo russo para formar o exército checo-eslovaco na Rússia para lutar contra as Potências Centrais. Após a abdicação do Czar Nicolau II, em março, o governo provisório permitiu que Masaryk seguisse em frente com seu plano, e a Legião Checa foi formada.

No ano seguinte, porém, os russos enfrentaram fortes dificuldades com os ataques da Alemanha na frente oriental e agitação interna no país, quando socialistas bolcheviques, liderados por Vladimir Lenin, tomaram o poder e formaram um governo. Então, os russos, imediatamente, pediram um armistício às Potências Centrais. Desta maneira, Legião Checa, mesmo abandonada por seus companheiros, russos decidiu manter a luta.

No verão de 1918, a Legião chegou ao porto russo de Vladivostok, onde derrubou o governo bolchevique local, no dia 29 de junho. Em 6 de julho, a Legião declarou o local um protetorado dos Aliados. No mesmo dia, o presidente dos EUA, Woodrow Wilson, elogiou a contribuição checo-eslovaca. Esse empenho contra as Potências Centrais iria, mais tarde, encaminhar o processo de independência da república da Checoslováquia, formada pelos antigos territórios da Boêmia, Morávia, parte da Silésia, Eslováquia e sub-Rutênia Cárpata. A nova república foi proclamada em Praga, em outubro de 1918.

 


Imagem: [Domínio público], via Wikimedia Commons