Hoje na história

15.ago.1909

Morre Euclides da Cunha, autor do livro "Os Sertões"

Autor do clássico livro, "Os Sertões: campanha de Canudos (1902)", o escritor Euclides Rodrigues da Cunha morria em um dia como este, no ano de 1909, no Rio de Janeiro. Ele também foi sociólogo, jornalista, historiador, geógrafo, poeta e engenheiro.

Sua morte aconteceu de maneira trágica. Ele descobriu que sua esposa Ana o traía com um jovem tenente, 17 anos mais novo do que ela, com quem teve dois filhos enquanto casada com Euclides. A primeira criança morreu ainda bebê e a segundo, aparentemente, foi aceita por Euclides. O escritor teria entrado na casa do amante da esposa. O amante, chamado Dilermando, reagiu e matou Euclides. O caso parou na Justiça Militar e Dilermando foi absolvido. Depois, ele se casou com Ana e ambos ficaram juntos por 15 anos.

Nascido em Cantagalo (RJ), no dia 20 de janeiro de 1866, Euclides da Cunha escreveu seu livro mais famoso após acompanhar de perto a Guerra de Canudos. A obra foi escrita em seus "raros intervalos de folga" e trata da campanha de Canudos (1897), no nordeste da Bahia, o que também revelou a Euclides o verdadeiro interior do Brasil. O autor se tornou internacionalmente famoso com a publicação desta obra-prima, que lhe rendeu lugares na Academia Brasileira de Letras (ABL) e no Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB).

 


Imagem: [Domínio público], via Wikimedia Commons