Hoje na história

22.mar.1980

Morre Hélio Oiticica, pintor, escultor e artista plástico

No dia 22 de março de 1980 morria, no Rio de Janeiro, Hélio Oiticica, pintor, escultor e artista plástico. Ele foi vítima de um acidente vascular cerebral. Nascido na capital fluminense no dia 26 de julho de 1937, ele é considerado um dos artistas mais revolucionários de seu tempo e sua obra é reconhecida internacionalmente. Ele também é autor do livro “O anarquismo ao alcance de todos” (1945). Na década de 1960, Hélio Oiticica criou o Parangolé, uma espécie de capa, que só mostra plenamente suas formas, cores e imagens a partir dos movimentos de alguém que a use. Desta maneira, a obra é considerada uma escultura móvel. Outra criação são os bólides, recipientes manuseáveis com o objetivo de transcender a "fisicalidade" do objeto (ou seja, a tridimensionalidade). O artista também excerceu influência em outras esferas e, com suas obras, ajudou a formar o movimento musical da Tropicália nos anos 1960 e 1970. Quase 20 anos após sua morte, em 16 de outubro de 2009, um incêndio destruiu cerca 90% do acervo de Oiticica, na casa do seu irmão, no bairro do Jardim Botânico, no Rio de Janeiro.

 


Hélio Oiticica, Rio de Janeiro 1979. Fotografia: [Domínio Público], via Wikimedia Commons