Hoje na história

05.DEZ.1791

Morre o compositor Mozart com apenas 35 anos

No dia 5 de dezembro de 1791 morria, em Viena, na Áustria, o compositor austríaco Wolfgang Amadeus Mozart. Nascido em Salzburg no dia 27 de janeiro de 1756, ele era filho do violinista e compositor Leopold Mozart (1719-1787). Tanto Mozart quanto sua irmã mais velha, Maria Anna (1751-1829), foram prodígios. Aos cinco anos, ele começou a compor e fez sua primeira apresentação pública. Em 1762, Leopold excursionou pela Europa com seus filhos, mostrando o "milagre que Deus permitiu nascer em Salzburgo". A primeira rodada de tour (1762-1769) foi até a França e a Inglaterra, onde Wolfgang conheceu Johann Christian Bach e escreveu sua primeira sinfonia (1764). Na Itália (1769-1774), Mozart viu pela primeira vez os quartetos de cordas de Joseph Haydn e escreveu sua primeira ópera italiana. Entre 1775 e 1777 compôs concertos para violino e suas primeiras sonatas para piano. Após a morte de sua mãe, em 1779, ele retornou a Salzburgo como organista da catedral. Deixou este cargo em 1781, foi morar com amigos e começou a carreira independente em Viena. Ele se casou com Constanze Weber, deu aulas de piano, escreveu “O Rapto do Serralho” (1782) e muitos de seus grandes concertos para piano. No final da década de 1780, ele havia conquistado sucesso com os quartetos de cordas dedicados a Haydn (que chamou Mozart de o maior compositor vivo), e as óperas “As Bodas de Fígaro” (1786), “Don Giovanni” (1787) e “Così fan tutte” (1790). Em seu último ano de vida, Mozart compôs a ópera “A Flauta Mágica” e “Réquiem” (inacabado). Apesar de seu sucesso, ele sempre estava sem dinheiro, possivelmente por causa de dívidas de jogo e pela preferência por roupas caras. Com isso, pedia bastante dinheiro emprestado aos amigos. Sua morte prematura, aos 35 anos, pode ter sido resultado de uma infecção renal. Nenhum outro compositor deixou um legado tão grande como Mozat em tão pouco tempo de vida.

 


Imagem: Barbara Krafft [Domínio público], via Wikimedia Commons