Hoje na história

06.nov.1875

Nasce Amadeu Amaral, poeta e folclorista brasileiro

Amadeu Amaral foi um poeta, folclorista, filólogo e ensaísta, nascido em Capivari (SP), no dia 6 de novembro de 1875. Ele morreu no dia 24 de outubro, em São Paulo, em 1929. Aos 11 anos, ele se mudou para São Paulo para trabalhar no comércio e estudar, mas não completou o ensino secundário. Ingressou no jornalismo, trabalhando no Correio Paulistano e no O Estado de S. Paulo. Em 1922, transferiu-se para o Rio como secretário da Gazeta de Notícias. Do Rio mandava para O Estado de S. Paulo a crônica diária “Bilhetes do Rio”. Em seu retorno para São Paulo trabalhou na administração pública. Autodidata, surpreendeu a todos por sua extraordinária erudição, num tempo em que não havia universidades e cursos especializados. Dedicou-se aos estudos folclóricos e à dialectologia. No Brasil, foi o primeiro a estudar cientificamente um dialeto regional. Publicou “Dialeto caipira”, em 1920, no qual estuda o linguajar do caipira paulista da área do vale do rio Paraíba. Como poeta, enquadra-se na fase pós-parnasiana, das duas primeiras décadas do século XX. Como poeta, destacou-se pelo desejo de contribuir para a elevação de seus semelhantes, visando indiretamente o aperfeiçoamento humano. Entrou para a Academia Brasileira de Letras, onde ocupou a cadeira 15, eleito em 7 de agosto de 1919, na sucessão de Olavo Bilac.

 

 

Imagem: [Domínio público], via Wikimedia Commons