Hoje na história

29.out.1888

Nasce Li Dazhao, introdutor do marxismo na China

Li Li Dazhao nasceu em 29 de outubro de 1888 e faleceu em 28 de abril de 1927. Foi um intelectual chinês, considerado um dos fundadores do Partido Comunista da China junto com Chen Duxiu. Durante sua etapa como bibliotecário em Pequim, Li foi um dos primeiros intelectuais chineses a se interessar pelos acontecimentos que se desenrolavam na Rússia, onde os bolcheviques haviam proclamado a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas. Li Dazhao via no novo estado soviético um modelo exemplar do que devia ser uma sociedade justa. Diante de quem se desejava que a China copiasse o progresso econômico das potências ocidentais e do Japão. Na Universidade de Pequim, fundou um grupo de estudo do marxismo junto a vários alunos e professores da universidade. As atividades políticas de Li Dazhao chamaram a atenção de Chen Duxiu, então decano da Universidade de Pequim. Chen era um dos mais destacados intelectuais da época, editor da revista reformista Nova Juventude, na qual se publicaram artigos e obras literárias que logo exerceram uma profunda influência sobre o pensamento chinês do século XX. Chen Duxiu convidou Li Dazhao para editar um número especial monográfico da Nova Juventude sobre o marxismo, que foi publicado no outono de 1919. A publicação deste número da Nova Juventude dedicado ao marxismo, em um momento em que o movimento de reforma política e cultural conhecido como Movimento do Quatro de Maio estava em plena eclosão, atraiu para o marxismo muitos leitores da influente revista, incluído o próprio Chen Duxiu. Assim, Li Dazhao se converteu no introdutor do marxismo na China. Em colaboração com Chen Duxiu começou a atrair jovens interessados no marxismo e o movimento despertou a atenção da União Soviética, que através da organização internacional Komintern tentava propagar o comunismo no mundo.

 


Imagem: [Public domain], via Wikimedia Commons