Hoje na história

23.nov.1924

Publicado estudo de Hubble que mudou nossa concepção de Universo

Um estudo do astrônomo norte-americano Edwin Powell Hubble, publicado pela primeira vez em um jornal, em um dia como este, em 1924, afirmava que Andrômeda era, na realidade, uma outra galáxia e não uma nebulosa dentro do nosso Sistema Solar, como se pensava anteriormente. Além disso, ele também afirmou que a Via Láctea era mais uma entre outras tantas galáxias no Universo.

Então com 35 anos, ele publicou suas conclusões no The New York Times e, de início, elas não foram bem aceitas por parte dos astrônomos, que defendiam que todo o Universo estava contido na Via Láctea. Formalmente, seus estudos foram apresentados no dia 1 de janeiro de 1925, durante o encontro da Sociedade Norte-americana de Astronomia.

Hubble realizou suas observações a partir de 1919, no Monte Wilson, na Califórnia, usando o Hooker Telescope, o maior daquela época. Entre 1922 e 1923, ele concluiu que Andrômeda estava muito distante para poder fazer parte da Via Láctea e que, era, na verdade, outra galáxia fora da nossa. Hubble deduziu que as galáxias se afastam umas das outras e que a velocidade de distanciamento é tanto maior quanto maior a distância entre elas. Essa lei dos movimentos galácticos é conhecida como Lei de Hubble-Homason, que Hubble formulou junto com seu colega Milton L. Humason. Suas conclusões mudaram para sempre a forma como o Universo passou a ser encarado pela astronomia. A galáxia de Andrômeda está a, aproximadamente, 2,5 milhões de anos-luz da Terra (a Via Láctea tem 100 mil anos-luz de diâmetro). Esta galáxia é uma das mais brilhantes, e sua região central pode ser vista a olho nu quando a Lua não está no céu, mesmo em cidades com grau médio de poluição visual.

 


Imagem:  [Public domain], via Wikimedia Commons