Hoje na história

07.jun.2019

Roqueiro Serguei morre aos 85 anos

O roqueiro Serguei morreu em 7 de junho de 2019, aos 85 anos, em Volta Redonda, no Rio de Janeiro. O cantor estava internado em estado grave há um mês. Ele era conhecido por seu visual extravagante e postura irreverente.

Sérgio Augusto Bustamante era filho único de um executivo e de uma dona de casa. Na infância um amigo russo o apelidou de "Sergei", pois tinha dificuldade em pronunciar o seu nome corretamente. No início da adolescência, Serguei foi morar com a avó materna em Nova York, nos Estados Unidos, onde participou de festivais estudantis. 

De volta ao Brasil, em 1955, trabalhou no Banco Boavista e depois como comissário de bordo em diversas companhias aéreas. Ele iniciou sua carreira musical após retornar aos Estados Unidos. Em 1966, lançou o compacto "As Alucinações de Sergei". Dois anos depois foi a vez de "Eu Sou Psicodélico". Em 1968 ele conheceu a cantora Janis Joplin, com quem teria mantido um breve relacionamento.

Nos anos seguinte, Serguei lançou outros compactos que não fizeram sucesso comercial. Em 1991 ele se tornou popular após ser apresentar no Rock in Rio II. Na ocasião, ele desceu do palco para cantar junto com o público. No mesmo ano, lançou seu primeiro álbum completo. O artista também se popularizou ao participar de várias entrevistas nos programas de Jô Soares.

Em sua casa, na cidade de Saquarema, Serguei montou um "Museu do Rock". No início de 2019 ele foi internado com um quadro inicial de Mal de Alzheimer. Ele também foi diagnosticado com desidratação, desnutrição e pneumonia.


Imagem: Alex Carvalho, via Wikimedia Commons