Hoje na história

24.ago.0079

Vesúvio arrasa com Pompeia e Herculano

As antigas cidades de Pompeia e Herculano prosperaram na base do Monte Vesúvio, na baía de Nápoles. No início do Império Romano, 20 mil pessoas viviam em Pompeia, que possuía um solo bastante fértil e era cidade de comerciantes, fabricantes e agricultores, que plantavam vinhas e pomares. Ninguém, contudo, suspeitava que a terra fértil e negra era fruto de erupções anteriores do Monte Vesúvio. Herculano era uma cidade de 5 mil habitantes e um dos destinos favoritos de verão dos romanos ricos.
 
Ao meio-dia de 24 de agosto de 79 d. C, a prosperidade das duas cidades chegou ao fim quando o Monte Vesúvio explodiu, expelindo uma nuvem com formado de cogumelo de 10 quilômetros de cinzas e pedra-pomes para a estratosfera. Ao longo das 12 horas que se passaram, cinzas vulcânicas e uma chuva de pedras-pomes caíram sobre Pompeia, obrigando seus moradores a fugirem aterrorizados. Cerca de 2 mil pessoas ficaram em Pompeia, escondidas em porões ou estruturas de pedra, esperando pelo fim da erupção.
 
Um vento que vinha do oeste protegeu Herculano da fase inicial da erupção, mas, em seguida, uma gigantesca nuvem de cinzas flamejantes e gás subiu pelo flanco ocidental do Vesúvio, atingindo a cidade e provocando queimaduras ou asfixia em quem permaneceu. Esta nuvem letal foi seguida de uma enxurrada de lama e rocha vulcânica, que enterrou a cidade.
 
As pessoas que permaneceram em Pompeia morreram na manha do dia seguinte, quando uma nuvem de gás tóxico chegou à cidade, sufocando quem estava por ali. Um fluxo de rochas e cinzas fez telhados e paredes desabarem, o que acabou por enterrar os mortos.
 
No século 18, uma perfuração de um poço revelou uma estátua de mármore em Herculano. O governo local iniciou escavações e encontrou outros objetos de arte valiosos, mas o projeto foi abandonado em seguida. Em 1748, um fazendeiro encontrou vestígios de Pompeia sob a sua vinha. Desde então, as escavações nunca mais pararam. Em 1927, o governo italiano retornou com as escavação em Herculano, para recuperar seus inúmeros tesouros artísticos, incluindo bronze, estátuas de mármore e pinturas.
 
Os restos de 2 mil homens, mulheres e crianças foram encontrados em Pompeia. Além dos corpos, congelados no tempo, ali estavam objetos comuns que ajudaram a contar a história da vida cotidiana na cidade. Até 1982 ainda eram encontrados restos humanos em Herculano. 
 
Hoje, o Monte Vesúvio é o único vulcão ativo no continente europeu. Sua última erupção foi em 1944, sendo a maior delas em 1631. Outra erupção é esperada em um futuro próximo, o que pode ser devastador para as 700 mil pessoas que vivem na região em torno do vulcão.