Mês do Mistério

Confira a programação!

OVNIS

Os 5 avistamentos de óvnis mais incríveis da atualidade

Em 2017, a imprensa revelou a existência do Advanced Aviation Threat Identification Program (AATIP), o Programa Avançado de Identificação de Ameaças à Aviação, em tradução livre. Trata-se de uma iniciativa do governo dos Estados Unidos para investigar objetos voadores, que existiu entre 2007 e 2012. Esse programa secreto, que custou 22 milhões de dólares, no entanto, não foi o primeiro do tipo. Programas oficiais do governo para estudar óvnis iniciaram no final da década de 1940, com o Projeto Sign, que reuniu alguns dos mais incríveis vídeos de fenômenos aéreos já vistos. A revelação de 2017, de que o governo estava pesquisando ativamente sobre óvnis, reacendeu o interesse mundial em óvnis e alienígenas. Abaixo, cinco dos mais impressionantes avistamentos do século XXI:

1. As luzes sobre uma rodovia em Nova Jersey (2001)

Não é muito comum que motoristas parem em uma rodovia para olhar para o céu, mas em 14 de julho de 2001, foi exatamente o que muitos deles fizeram na rodovia New Jersey Turnpike. Por cerca de 15 minutos, pouco após a meia-noite, eles ficaram atônitos com a visão de estranhas luzes laranja e amarelas em forma de V sobre a rodovia Arthur Kill entre Staten Island, Nova York, e Carteret, Nova Jersey. O tenente Daniel Tarrant, do Departamento de Polícia de Carteret, foi uma das testemunhas, além de outros moradores da região.

Controladores de tráfego aéreo inicialmente negaram que qualquer tipo de aeronave pudesse ter causado as luzes misteriosas, mas um grupo conhecido como New York Strange Phenomane Ivestigators (NY-SPI), ou Investigadores de Fenômenos Estranhos de Nova York, em tradução livre, afirmaram ter recebido dados de radares da Administração Federal de Aviação que corroboravam com os avistamentos de óvnis daquela noite. 

Uma imagem tirada de um vídeo e divulgada pelo AATIP de um avistamento de 2004 perto de San Diego, de dois jatos da aeronáutica e um objeto desconhecido. 

2. O avistamento do USS Nimitz (2004)


Imagem: U.S. Department of Defense via The New York Times/Redux

Em 14 de novembro de 2004, o porta-aviões USS Princeton, parte do grupo de cargueiros USS Nimitz, captou no radar uma estranha nave a cerca de 160 km da costa de San Diego. Durante duas semanas, a tripulação vinha rastreando objetos que apareciam a cerca de 25 km e despencavam, pairando logo acima do Oceano Pacífico.

Quando dois caças FA-18F do USS Nimitz chegaram à área, viram pela primeira vez algo que parecia estar agitando a água, com uma sombra de forma oval embaixo da superfície. Após algum tempo, um objeto branco de forma oval apareceu acima da água. Não possuía marcas que indicassem um motor, asas ou janelas, e os monitores infravermelhos não revelavam nenhuma saída. O comandante David Fravor e o tenente-comandante Jim Slaight, do Strike Fighter Squadron 41, tentaram interceptar a nave, mas ela acelerou, reaparecendo no radar a 100 quilômetros de distância. O objeto movia-se a uma velocidade três vezes maior que a do som e mais que o dobro da velocidade dos aviões de combate.

3. Disco voador do Aeroporto Internacional de O’Hare (2006)

O voo 446 estava se preparando para decolar do Aeroporto Internacional O’Hare, em Chicago, para a Carolina do Norte, quando um funcionário da United Airlines avistou um objeto metálico cinza escuro pairando sobre o portão C17. Naquele dia, 7 de novembro de 2006, um total de 12 funcionários da United – e algumas testemunhas fora do aeroporto – avistaram o objeto em forma de disco, às 16h15, aproximadamente. 

As testemunhas disseram que o objeto flutuou por cerca de cinco minutos, antes de se lançar para o alto, fazendo um buraco nas nuvens – grande o suficiente para que pilotos e mecânicos conseguissem ver o céu azul. A matéria jornalística sobre o assunto foi a mais lida do website do Chicago Tribune naquele dia e se tornou assunto internacional. No entanto, como o óvni não foi captado por nenhum radar, a FAA relatou o fenômeno como climático e se negou a investigá-lo.

4. Os avistamentos de Stephenville (2008)

A pequena cidade de Stephenville, Texas, 160 km ao sudoeste de Dallas, é mais conhecida pela sua produção de leite, mas na noite de 8 de janeiro de 2008, dezenas de seus moradores viram algo único no céu. Cidadãos disseram ter visto luzes brancas sobre a Highway 67, primeiro em um arco horizontal e depois em linhas paralelas verticais. O piloto local Steve Allen estimou que as luzes estroboscópicas “tinham cerca de um quilômetro e meio de comprimento e meio quilômetro de largura”, viajando a quase cinco mil quilômetros por hora. Nenhum som foi relatado.

Testemunhas disseram que o evento lembrava os avistamentos de luzes em Phoenix em 1997. Embora a Força Aérea dos EUA tenha revelado semanas depois que os F-16 estavam voando nas áreas operacionais militares de Brownwood (a sudoeste de Stephenville), muitas pessoas da cidade não engoliram essa explicação, acreditando que o que eles viram era tecnologicamente avançado demais para as habilidades humanas atuais.

5. Vídeo da Costa Leste (2015)

Imagem: U.S. Department of Defense

Um vídeo vazado em 2017 junto com a notícia sobre o Advanced Aviation Threat Identification Program revelou um encontro de um caça F/A-18 Super Hornet com um objeto voador não identificado. Visto ao longo de toda a Costa Leste por meio de um sensor infravermelho avançado, o objeto era similar ao avistado em San Diego em 2004: oval, de movimento rápido, com cerca de 15 metros de comprimento, sem nenhuma saída, motor ou asas.

Os pilotos seguiram o objeto a cerca de sete quilômetros acima do Oceano Atlântico. Em seguida o óvni se afastou, rotacionando sobre o próprio eixo. Nunca houve nenhuma explicação sobre o incidente. 


Fonte: History.com

Imagem: Getty, via History.com