mortes

7 personagens da história que morreram fazendo sexo

Certamente, o ato sexual, como a última coisa feita em vida, pode ser considerado uma boa maneira de morrer. Abaixo, apresentamos alguns dos personagens da história que morreram enquanto faziam sexo:

1) Átila, o rei dos hunos: provavelmente em seu melhor momento, após planejar o que seria sua maior conquista – Roma –, o imperador se casou com sua décima segunda esposa, Ildico. O ano era 453 e o esforço na noite de bodas foi maior do que a saúde do imperador pôde aguentar, que morreu em consequência de uma hemorragia nasal.

2) Papa Leão VII: até se tornar Sumo Pontífice, ele levou uma vida simples como Monge Beneditino. Faleceu em julho de 939 por causa de um infarto, que o acometeu durante a consumação de um ato sexual.

3) Félix Faure: foi presidente da República Francesa, mas seu mandato foi interrompido em 16 de fevereiro de 1899, quando morreu com as calças arriadas, enquanto uma prostituta realizava sexo oral nele.

4) Nelson Rockefeller: o magnata norte-americano morreu em 26 de janeiro de 1979, por causa de um infarto no coração, em sua casa em Maine, onde consumava relações sexuais com sua secretária, Megan Marshak.

[VÍDEO RELACIONADO: Como a Playboy mudou o mundo]

5) David Carradine: famoso pelo personagem Bill no filme Kill Bill, o ator morreu por asfixia acidental, em uma suposta brincadeira sexual. Ele foi encontrado pendurado dentro de um closet, em um quarto na Tailândia, com uma corda amarrada em seu pescoço, pulsos e genitais.

6) Kristian Digby: o apresentador de TV da BBC foi encontrado sem vida em sua cama e com o rosto coberto por uma bolsa de plástico. Acredita-se ter sido uma morte por asfixia erótica.

7) Michael Hutchence: o então líder do INXS apareceu enforcado. A princípio, suspeitaram de suicídio, mas, algum tempo depois, foi descoberto que se tratou de uma autoasfixia erótica, o que sua ex-mulher confirmou em uma entrevista.


 

Fonte: Muyinteresante