meio ambiente

Antártida e Groenlândia estão derretendo 6 vezes mais rápido que nos anos 90, diz NASA

A NASA informou que a Groenlândia e a Antártida estão descongelando seis vezes mais rápido agora do que na década de 1990. O problema foi constatado a partir da observação de dados coletados por 11 satélites. Os especialistas asseguram que, caso a situação persista, ambas as regiões estarão a caminho do "pior cenário possível". 

Segundo as medições, a água do degelo fez com que o nível do mar aumentasse em 17,8 milímetros, o que representa um terço do aumento total da superfície marítima mundial. Desta perda de gelo, 40% vem da Antártida e os 60% restantes da Groenlândia.  Ao todo, as duas regiões perderam 6,4 trilhões de toneladas de gelo desde os anos 90.

O Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) indicou que o aumento abrupto desses níveis de degelo poderia colocar 400 milhões de pessoas em risco por inundações costeiras ao final deste século. Além disso, a instituição destaca o possível aumento dos níveis do mar em 71 centímetros até o ano 2100. 

"Cada centímetro de elevação do nível do mar leva a inundações costeiras e erosão, prejudicando a vida das pessoas em todo o planeta", disse Andrew Shepherd, professor de glaciologia da Universidade de Leeds, na Inglaterra. Erik Ivins, do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA, disse que o gelo perdido é um sinal claro do aquecimento global.


Fontes: NASA e Agência Brasil

Imagem: NASA Goddard Space Flight Center/Reprodução