ISRAEL

Arqueólogos de Israel encontram ruínas de cidade cristã destruída por persas há 1400 anos

As ruínas de uma antiga cidade cristã bizantina destruída há 1400 anos foram encontradas por arqueólogos em Israel. Pi Metzuba era uma comunidade rural que ficava no oeste da Galileia. No século VI, o local foi destruído quando foi invadido por forças da Pérsia durante um conflito com o Império Bizantino.

A descoberta aconteceu por acaso, durante obras para o alargamento de uma estrada. Segundo os pesquisadores, Pi Metzuba era relativamente grande para uma vila rural, estendendo-se por pelo menos 5 hectares. Entre os tesouros arqueológicos descobertos por lá, estão os restos de uma edificação decorada com símbolos cristãos.

Apenas uma pequena parte do local foi escavada até agora. A maioria dos edifícios descobertos eram casas pequenas e modestas, com exceção de uma estrutura grande no meio da cidade. Foi dentro desse edifício que os arqueólogos encontraram um grande mosaico, uma cruz de bronze, que pode ter sido parte de um candelabro, e uma porta decorada com uma cruz. "Embora, por enquanto, não tenhamos documentos de fontes cristãs sobre esse assentamento, todas as evidências apontam para uma população quase inteiramente cristã", disse Gilad Cinamon, arqueólogo da Autoridade de Antiguidades de Israel, que conduziu as escavações. 

Apesar de as escavações na cidade terem começado em 2007, apenas agora os pesquisadores começaram a publicar os estudos sobre as descobertas feitas nas ruínas. O Império Bizantino e a Pérsia travaram uma guerra longa e sangrenta de 602 a 628, durante a qual os persas invadiram e ocuparam a Galileia e o resto da Terra Santa a partir de 613. Os pesquisadores acreditam que Pi Metzuba foi destruída durante esse conflito.  


Fonte: Haaretz

Imagens: Howard Smithline/Israel Antiquities Authority/Reprodução