ROMA ANTIGA

Arqueólogos encontram local do laboratório de Galeno, médico mais famoso da Roma Antiga

Ao escavarem o subsolo da Basílica de Magêncio, maior edifício do Fórum Romano, arqueólogos fizeram uma grande descoberta. Eles se depararam com as ruínas do lendário complexo que abrigava o laboratório de Galeno de Pérgamo (129 d.C -  217 d.C), o mais célebre médico da Roma Antiga. Suas teorias dominaram e influenciaram a ciência médica ocidental por mais de um milênio.

As escavações foram coordenadas por Domenico Palombi, professor de arqueologia da Universidade La Sapienza de Roma. Sua equipe localizou o complexo conhecido como Horrea Piperiana, construído pelo imperador Domiciano (51-96 dC). Entre outras finalidades, o local servia para armazenar especiarias vindas de todos os cantos do império para serem usadas em medicamentos. As escavar o local, os arqueólogos cncontraram um edifício retangular dividido em uma série de salas que serviam de armazéns. O local foi soterrado no início do século IV para permitir a construção da Basílica de Magêncio, um dos edifícios mais impressionantes da Roma Antiga. 

A Horrea Piperiana era uma espécie de boticário público, muito frequentado por médicos que usavam especiarias em suas fórmulas farmacêuticas. Esse era o caso de Galeno, médico da corte imperial, que atendia o imperador Marco Aurélio e seu filho Cômodo. Nesse complexo, ele abriu seu próprio laboratório.

Em um manuscrito encontrado na Grécia, Galeno descrevia seu apreço pelo laboratório que possuía na Horrea Piperiana. No texto, o médico contava que um dos motivos pelos quais ele escolheu o local era sua segurança. Ironicamente, o local pegou fogo no ano 192 d.C., destruindo todos os pertences do médico, fato lamentado por ele no documento histórico.

Galeno fez importantes descobertas a respeito do sistema circulatório, além de propor pela primeira vez que o corpo fosse controlado pelo cérebro. Ele também distinguiu os nervos sensoriais e motores, estudou a relação entre os rins e a urina e atribuiu à laringe a responsabilidade pela voz. A descrição feita por Galeno das atividades do coração, artérias e veias durou até que William Harvey estabelecesse que o sangue circula com o coração agindo como uma bomba, em 1628.


Fontes: La Vanguardia, abc.es e Il Messaggero

Imagem: Nina Aldin Thune, via Wikimedia Commons