MONTEZUMA

Arqueólogos encontram palácio onde o imperador asteca Montezuma foi morto

Uma equipe mexicana de arqueólogos encontrou as ruínas de um palácio pré-hispânico no local conhecido como Casas Velhas de Axayácatl. De acordo com a Secretaria de Cultura do México, trata-se do local onde o imperador asteca Montezuma foi morto, em 1520. Além disso, os pesquisadores também encontraram restos de uma casa que o conquistador Hernán Cortés mandou construir posteriormente no mesmo lugar.

As ruínas foram encontradas no subsolo de um prédio histórico onde funciona a Nacional Monte de Piedad, uma instituição sem fins lucrativos. O edifício fica no centro histórico da Cidade do México, próximo à Catedral Metropolitana.  A descoberta aconteceu enquanto eram realizadas obras para reforçar as estruturas que dão suporte ao primeiro andar da construção.

A Secretaria de Cultura do México  informou que o Programa de Arqueologia Urbana conseguiu identificar os vestígios de um piso de lajes de basalto, correspondentes às ruínas de um palácio pré-hispânico e também da casa habitada pelo conquistador espanhol Hernán Cortés. O edifício funcionou posteriormente como o primeiro Cabildo da Nova Espanha (espécie de centro administrativo colonial) e do Marquesado do Vale de Oaxaca. Os arqueólogos também descobriram que as esculturas do antigo palácio foram reutilizadas como blocos para construir a casa de Cortés. Uma delas mostra uma serpente emplumada que parece representar Quetzalcóatl,  deus que foi adorado por milênios na região antes da conquista espanhola. 

Segundo registros históricos, Hernan Cortés ganhou a confiança de Montezuma e em seguida o tomou como refém. Cortés manteve o imperador preso no palácio na tentativa de governar através dele, fazendo de Montezuma um mero testa de ferro. O povo rapidamente se rebelou e sitiou os espanhóis no palácio. Os espanhóis tentaram reprimir a rebelião fazendo com que Montezuma se dirigisse aos rebeldes de uma varanda do palácio, mas os rebeldes se recusaram a parar o cerco e o imperador foi morto no fogo cruzado.

Não se sabe se o imperador foi morto por espanhóis ou pelos próprios astecas, que o consideravam um traidor por ter colaborado com Cortés. Montezuma ajudou os espanhóis pois acreditava que eles tivessem sido enviados pelo deus Quetzalcoatl, cumprindo uma antiga profecia.


Fontes: Live ScienceInstituto Nacional de Antropología e Historia (INAH)

Imagens: Shutterstock.com e INAH