ESPAÇO

Asteroide Apófis chegará tão perto da Terra que passará raspando por satélites, diz NASA

Pesquisadores se prepararam para estudar de perto o asteroide Apófis, que se aproximará a cerca de 31 mil quilômetros da superfície terrestre, o que para os astrônomos é uma distância muito curta. O objeto espacial tem 340 metros de largura e foi batizado em homenagem ao deus egípcio do caos. De acordo com a NASA, em 13 de abril de 2029 ele passará praticamente raspando pelos satélites que orbitam a Terra, mas não colocará nosso planeta em risco. 

Uma equipe de astrônomos descobriu o Apófis em 2004. Em um comunicado, pesquisadores da NASA disseram que é rara a passagem de um asteroide desse tamanho tão próximo do nosso planeta. Jim Bridenstine, administrador da agência espacial dos EUA, disse que o Apófis "chegará tão perto da Terra que passará abaixo de alguns satélites". 

A passagem do Apófis pela Terra oferecerá uma oportunidade única para os astrônomos observarem de perto o comportamento de um objeto espacial potencialmente perigoso. “Observaremos o asteroide com telescópios tanto ópticos como radiotelescópios. Com os radiotelescópios, podemos ver detalhes da superfície de objetos pequenos”, afirmou a pesquisadora do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA Marina Brozovic, que trabalha na investigação de objetos próximos à Terra.

O asteroide será visível primeiramente a olho nu no céu noturno no Hemisfério Sul, cruzando de leste a oeste. Depois, atravessará o Oceano Índico, e, pela tarde, terá cruzado o Equador, ainda movendo-se para o oeste, sobre a África. Em sua localização mais próxima, o Apófis estará sobre o Oceano Atlântico, e se moverá tão rápido que cruzará as águas em uma hora.  

Cálculos atualizados demonstram que ainda há uma pequena chance, de menos de 1 em 100 mil, de o Apófis se chocar contra a Terra "daqui a muitas décadas", de acordo com a NASA. Mas os astrônomos acreditam que futuras medições de sua trajetória devem descartar possíveis impactos. Confira abaixo uma animação da NASA que mostra o quão próximo o asteroide passará dos satélites:


Fontes: ABC, Express e NASA

Imagens: NASA/JPL-Caltech/Divulgação