EXOPLANETAS

Astrônomos descobrem "réplicas" do Sol e da Terra a três mil anos-luz do Sistema Solar

Uma equipe de astrônomos alemães do Instituto Max Planck pode ter descoberto um exoplaneta capaz de reunir condições de vida semelhantes às da Terra. Trata-se de um planeta a cerca de três mil anos-luz do Sistema Solar, batizado de KOI-456.04, que orbita a estrela Kepler-160. Os cientistas classificaram a relação entre o planeta e a estrela como "uma imagem espelhada" da Terra e do Sol.

Em 2014, pesquisadores já haviam confirmado que dois grandes exoplanetas orbitavam Kepler-160. Batizados de Kepler-160b e Kepler-160c, ambos são substancialmente maiores que a Terra e suas órbitas estão muito próximas da estrela. Por isso, eles devem ser muito quentes, o que impossibilita a presença de vida como a conhecemos. Mas observações recentes indicaram a possível presença de mais dois planetas naquele sistema.

Um desses possíveis planetas identificados agora é o o KOI-456.04, que seria muito semelhante à Terra. De acordo com os cientistas, ele seria somente um pouco maior que o nosso planeta. Devido à sua distância de Kepler-160, equivalente a da Terra para o Sol, ele também poderia receber uma quantidade de calor adequada para abrigar vida. 

De acordo com o Instituto Max Planck, se a atmosfera do KOI-456.04 for semelhante à da Terra, a temperatura média de sua superfície seria de cerca de 5° C, enquanto a do nosso planeta é de de 15° C. Apesar da descoberta promissora, novas análises ainda são necessárias para confirmar a existência de KOI-456.04 é realmente um planeta. Segundo os pesquisadores há 85% de chance de que haja essa confirmação.


Fonte: Science Alert e Instituto Max Planck

Imagens: Shutterstock e  Instituto Max Planck