ESPAÇO

Astrônomos encontram o buraco negro mais próximo da Terra

Um grupo de astrônomos do Observatório Europeu do Sul (ESO) identificou o buraco negro mais próximo da Terra. Apesar de estar a "apenas" mil anos luz do nosso planeta, é possível ver a olho nu duas estrelas que o rodeiam. De acordo com especialistas, essa descoberta pode ser a “ponta do iceberg” para encontrar objetos parecidos. 

De acordo com a pesquisa, o novo buraco negro faz parte de um sistema de estrelas, chamado HR6819. O astrônomo alemão Thomas Rivinius, que liderou o estudo, explicou que a existência e o tamanho do buraco negro podem ser deduzidos a partir da órbita das estrelas que giram ao seu redor. Dados coletados a partir do observatório La Silla, no Chile, mostraram que uma das duas estrelas visíveis orbita um objeto invisível a cada 40 dias.

“Um objeto invisível com uma massa de ao menos quatro vezes a do Sol só pode ser um buraco negro”, afirmou Rivinius.  De acordo com os cientistas esse buraco negro é considerado "minúsculo". Estima-se que ele tenha cerca de 40 quilômetros de diâmetro.

Esse buraco negro se caracteriza por ser um dos poucos encontrados até agora que não interagem de forma violenta com seu entorno, já que não se verificam grandes liberações de raios X por parte dele. Segundo os autores da pesquisa, a descoberta poderá ajudar a encontrar outros buracos negros ainda mais próximos da Terra. O estudo foi publicado na revista científica Astronomy & Astrophysics. Confira abaixo um vídeo em animação que mostra o sistema HR6819:


Fontes: ESOClarín e Time

Imagem: Shutterstock.com