ESPAÇO

Astrônomos observam estrela escapar por pouco de ser devorada por buraco negro

Astrônomos da NASA e da Agência Espacial Europeia (ESA) flagraram um raro espetáculo cósmico. Eles observaram uma estrela escapar por pouco de ser devorada por um buraco negro. Apesar de não ter sido destruída, a "sobrevivente" sofreu danos e nunca mais será a mesma.

Os pesquisadores do Observatório Chandra, da NASA, e do XMM-Newton, da ESA, avistaram uma estrela gigante vermelha vagando muito perto de um buraco negro supermassivo em uma galáxia a cerca de 250 milhões de anos-luz da Terra, chamada GSN 069. O buraco negro em questão tem uma massa aproximadamente 400 mil vezes maior que a do Sol.

Quando a gigante vermelha foi capturada pela gravidade do buraco negro, houve um grande estrago. Segundo os cientistas, as camadas externas da estrela contendo hidrogênio foram arrancadas e engolidas pelo buraco negro, deixando o núcleo da estrela (conhecido como anã branca) para trás. Astrônomos já viram muitas estrelas serem completamente destruídas por buracos negros, mas há muito poucos casos relatados de sobrevivência estelar.

De acordo com Andrew King, da Universidade de Leicester, no Reino Unido, agora o núcleo da estrela está preso em uma órbita elíptica ao redor do buraco negro, fazendo uma viagem cerca de uma vez a cada nove horas. À medida que a estrela perde material, ela se torna mais leve e sua órbita aumenta, fazendo com que ela se afaste do buraco negro. "A princípio, essa perda de massa continuaria até e mesmo depois que a anã branca se tornasse um planeta, com uma massa semelhante a Júpiter, em cerca de um trilhão de anos. Essa seria uma maneira incrivelmente lenta e complicada para o universo criar um planeta!", observou King.


Fonte: NASA 

Imagem: NASA/CXO/CSIC-INTA/G.Miniutti et al.; NASA/CXC/M. Weiss