EGITO

Caverna com pinturas feitas há dez mil anos é descoberta por acaso no Egito

Pinturas de até dez mil anos foram encontradas por acaso em uma caverna no Egito. As imagens retratam figuras humanas e de animais. De acordo com o Ministério das Antiguidades do país, os arqueólogos chegaram ao local graças à dica de um misterioso "aventureiro do deserto".

A região onde as pinturas foram encontradas é de difícil acesso. O local fica a 60 quilômetros de Sarabit el-Khadem, uma antiga cidade egípcia famosa por suas minas de turquesa. A caverna tem 22 metros de largura, 3,5 metros de altura e 3 metros de profundidade. 

Algumas das pinturas mais antigas retratam animais semelhantes a burros ou mulas. Acredita-se que elas foram feitas entre os anos 10.000 e 5.500 a.C., segundo o Ministério. Em outra parte da caverna há cenas de mulheres e animais que datam do Período Calcolítico (ou Idade do Cobre), gravadas por volta do quinto ao quarto milênio a.C.

Segundo o Ministério das Antiguidades, esta é a primeira caverna desse tipo a ser descoberta no sul do Sinai, um deserto que abrange a área entre o Canal de Suez e a fronteira com Israel. Além das pinturas, o local apresenta outros sinais de atividade humana. A presença de grandes quantidades de excrementos de animais sugere que a caverna já foi usada por beduínos (nômades do deserto) e seus animais como abrigo contra o frio e a chuva.


Fontes: Newsweek e IFLScience

Imagens: Ministério das Antiguidades do Egito/Reprodução