MEDICINA

Cientista afirma ter realizado transplante de cabeça com sucesso

O neurocientista italiano Sergio Canavero surpreendeu o mundo ao mostrar uma foto de um macaco e um vídeo de um rato que teriam sido submetidos a transplantes de cabeça.

[VEJA TAMBÉM: A lente biônica que pode ser implantada em 8 minutos e dar supervisão humana] 

Segundo Canavero, diretor do Grupo Avançado de Neuromodulação de Turim, os experimentos realizados nesses animais foram coordenados por ele mesmo, com a assistência dos professores Xiaoping Ren e C-Yoon Kim, na China e na Coreia do Sul. Isso confirmaria o potencial desse tipo de intervenção radical em humanos, e que poderá salvar a vida das pessoas com tetraplegia e distrofia muscular progressiva. O cientista italiano afirmou que possui o vídeo completo da evolução do rato desde a operação até quando ele começa a recuperar os primeiros movimentos – processo que dura entre três e quatro semanas.

A chave dessa inovação extraordinária se baseia na hipótese que uma medula espinal que sofreu um corte limpo pode se reconectar. “Isso nós demonstramos com o experimento dos ratos. Depois do transplante de cabeça, esses animais recuperaram a mobilidade total. Isso é revolucionário”, afirmou Canavero. Já o macaco foi sacrificado 20 horas após a operação. Diante dos questionamentos éticos, o cientista disse que não realizará mais experimentos com animais: “A partir de agora, as próximas intervenções serão feitas com humanos cerebralmente mortos”.
Todos esses passos são seguidos com atenção pelo jovem russo Valery Sprirdonov, o candidato para o primeiro transplante de cabeça em uma pessoa viva.




Fonte: El Mundo 

Imagem:agsandrew/Shutterstock.com