ASTROFÍSICA

Cientistas afirmam que encontraram indícios de universos que existiram antes do nosso

É possível que outros universos tenham existido antes do nosso? Cientistas acreditam que sim. Roger Penrose, pesquisador da Universidade de Oxford, afirma em um novo estudo que há até mesmo evidências disso.

A pesquisa se baseia em uma teoria chamada Cosmologia Cíclica Conforme(CCC). Segundo esse conceito, o universo passa por ciclos constantes de Big Bangs e colapsos (Big Crunches). Ou seja, o universo seria cíclico: antes do nosso, existiram vários outros e quando o atual implodir, um novo surgirá em seu lugar.

Enquanto a maior parte do universo seria destruída de um ciclo para o outro, a pesquisa sugere que alguma radiação eletromagnética poderia sobreviver ao processo de "reciclagem". Segundo o estudo, essas emissões aparecem no fundo cósmico de micro-ondas, uma radiação que representa os vestígios do Big Bang.  "O que afirmamos que estamos observando é o resquício final (de um universo passado) após um buraco negro ter evaporado no aeon (longo período de tempo) anterior", disse Penrose, que liderou o estudo e também é um dos criadores da teoria do CCC.

A evidência se apresenta na forma de "pontos de Hawking", fenômeno batizado em homenagem a Stephen Hawking. O lendário cientista teorizou que os buracos negros emitiriam algo conhecido como radiação Hawking. Penrose diz que, embora originalmente muito fracas, essas emissões podem persistir de um universo para o outro após a evaporação de um buraco negro supermassivo.

O trabalho de Penrose e seus colegas foi publicado no arquivo científico online arXiv. O estudo foi recebido com ceticismo por outros cientistas. Isso porque a teoria de um universo cíclico é muito controversa. A maioria das evidências aponta para a expansão acelerada do universo, que não seria denso o suficiente para implodir ou entrar em colapso. Além disso, nem mesmo a existência da radiação Hawking foi comprovada até hoje.


Fonte: IFLScience

Imagem: Shutterstock.com