enigmas

Cientistas encontram teoria plausível para a existência do Monstro do Lago Ness

O Monstro do Lago Ness é alvo de debates há muitos anos. Afinal, ele existe ou não passa de uma lenda? Agora, cientistas acreditam que encontraram uma explicação para os avistamentos da criatura escocesa.

Para tentar desvendar o mistério, os pesquisadores investigaram o lago com o objetivo de identificar o DNA de seus habitantes aquáticos. Após colher 250 amostras da água, eles encontraram cerca de três mil espécies vivendo lá. Analisando a biodiversidade do local, eles puderam descartar algumas hipóteses. Segundo o geneticista Neil Gemmell, não foram encontrados traços genéticos de répteis nem de bagres gigantes, como sugeriam certas teorias a respeito da natureza do monstro.

Uma hipótese, porém, foi apontada por Gemmell como plausível. Segundo ele, há uma quantidade significativa de material genético de enguias nas águas do lago. "Nós não sabemos se o DNA que detectamos é de uma enguia gigantesca ou de muitas enguias pequenas. Elas normalmente crescem de 1 a 2 metros de comprimento, mas algumas pessoas dizem que observaram exemplares muito maiores que isso", afirmou. "Talvez exista um monstro no Lago Ness. Nós não o achamos", completou.

Recentemente, a criatura escocesa voltou às manchetes. Milhares de pessoas confirmaram presença em um evento criado no Facebook com o objetivo de caçar o Monstro do Lago Ness. Apesar de a iniciativa ser uma brincadeira, as autoridades pediram que o evento seja “reconsiderado” e que os participantes “deixem Nessie em paz”.


Fonte: CNN

Imagem: Keystone/Getty Images, via History.com