Ta Na História

Como foi a primeira batida de carro no Brasil?

Por Thiago Gomide do Tá na História.

Parceria HISTORY e Ta Na História

Alguém já pediu seu carro emprestado e deu aquela porrada?

E você, já bateu o carro dos outros?

Conhece algum barbeiro?

Então você está no texto certo.

Olha só o que rolou: o poeta Olavo Bilac era muito amigo do jornalista abolicionista José do Patrocínio.

Zé tinha um automóvel importado da França. Relíquia. Todo mundo parava para admirar. Eram poucos no Brasil. Parecia coisa de outro mundo.

Aproveitando da amizade, Bilac mandou aquela clássica, do tipo “deixa eu dar uma voltinha”.

“Só uma voltinha, por favor”.

Conheço muitos que recusariam. Carro é coisa sagrada.

Mas José do Patrocínio deixou. Ficou no banco do passageiro, que na época seguia o estilo inglês. Ou seja, invertido.

Olavo se ajeitou no possante. José do Patrocínio deu as diretrizes básicas: “aqui acelera, ali freia, esse é o volante...”.

Zé do Patrocínio teve um amargo arrependimento.

Quer saber como terminou essa história? Clica no vídeo. E não deixe de se inscrever no canal.

 

 


THIAGO GOMIDE é jornalista e pesquisador. Foi apresentador e editor do Canal Futura e da MultiRio, ambos dedicados à educação. Escreveu e dirigiu o documentário "O Acre em uma mesa de negociação". Além de ser o responsável pelo conteúdo do Tá na História, atualmente edita e apresenta o programa A Rede, na Rádio Roquette Pinto ( 94,1 FM - RJ). 

A proposta do Tá na História é oferecer conteúdos que promovam conhecimento sobre personagens e fatos históricos, principalmente do Brasil. Tudo isso, claro, com bom humor e muita curiosidade.