CURIOSIDADES

Conheça algumas ilusões óticas que enganam nosso cérebro

O cérebro humano não é capaz de analisar toda a informação que nos rodeia. Por isso, como parte de uma estratégia de sobrevivência, ele é treinado para funcionar de forma estatística. Isso significa que ele extrai o que há de mais relevante em uma situação e, a partir desses dados, tira suas conclusões. Essa capacidade de seleção é a mesma que faz com que sejamos enganados com as ilusões óticas. Abaixo, explicamos como as ilusões mais comuns nos enganam:

[VEJA TAMBÉM: Conheça 6 funções incríveis do corpo humano]

Qual linha é mais comprida?
Embora estas duas linhas tenham o mesmo comprimento, a de baixo parece mais longa. Isso acontece porque o cérebro interpreta que a linha com as setas invertidas é mais comprida porque está mais expandida, e se fosse uma figura horizontal seria mais longa.


Paralelas loucas
As linhas deste desenho são paralelas. Acontece que o padrão de zigue-zague vertical no qual estão ordenados os quadrados altera a capacidade do nosso cérebro de entender as linhas horizontais como tais.

 


Magenta ou laranja?
Todos os quadrados interiores desse gráfico são, na verdade, a mesma cor, porém, como o modo em que percebemos uma cor muda em relação às cores que a rodeiam, nós os vemos de cores diferentes.

 


Giram e giram
Aqui ocorre um fenômeno similar ao do cinematógrafo. Enquanto interpretamos a imagem, ficam gravadas na retina as imagens que vimos um segundo antes. Dessa forma, enquanto passamos a vista pelo desenho, as imagens se sobrepõem, gerando uma ilusão de movimento.

 

 


Faces ou taça?
Nessa imagem clássica, entram em conflito as figuras de forma e fundo. Nosso cérebro não é capaz de decidir se a figura é uma taça ou duas faces se encarando, mas é incapaz de ver as duas coisas ao mesmo tempo,

 

 

 

 

Conheça outros truques que a mente humana pode pregar. Clique abaixo e veja mais sobre os MISTÉRIOS DA MENTE:

 


Fonte: Pichicola