VIKINGS

Derretimento de geleira revela artefatos e rota comercial milenar dos vikings

O derretimento de uma geleira causado pelas mudanças climáticas revelou um antigo caminho usado como rota comercial pelos vikings há mais de mil anos. A descoberta foi feita por arqueólogos nas montanhas da Noruega. No local também foram encontrados diversos artefatos usados por aquele antigo povo escandinavo.

Em um estudo publicado na revista Antiquity, arqueólogos da Universidade de Cambridge, do Innlandet County Council e do NTNU University Museum, detalham que cerca de 60 artefatos utilizados pelos vikings foram encontrados no local. Entre eles estão uma faca, uma luva de pele, restos de um sapato e uma bengala contendo uma inscrição rúnica. Os objetos foram descobertos após parte da geleira Lendbreen derreter.

Além disso, foram encontrados objetos relacionados à montaria, como ferraduras, restos de trenós, ossos e esterco de cavalos. Entre outros artefatos, também estão uma estaca (provavelmente usada em tendas) e um mordedor. Os arqueólogos acreditam que esse pequeno objeto, com extremidades pontudas, era usado por cordeiros ou filhotes de bode para evitar que esses animais mamassem em suas mães, pois o leite era usado pelos vikings para produzir alimentos.

Baseado nos artefatos encontrados na estrada, os arqueólogos sugerem que o local tenha sido uma importante rota comercial. Os especialistas acreditam que o caminho foi usado por mais de um milênio, mas que o auge do seu movimento aconteceu em pleno domínio viking, por volta do ano 1000 d.C. O caminho pode ter sido usado para transportar peles e chifres que seriam vendidos em outras partes da Europa. 


Fonte: IFLScience

Imagens:  Glacier Archaeology Program & J. Wildhagen/CC BY 4.0, via Antiquity