Ta Na História

Dom Pedro II peitou o Império Britânico e um embaixador folgado

Por Thiago Gomide do Tá na História.

Parceria HISTORY e Ta Na História

O navio Príncipe de Gales zarpou da Escócia rumo a Buenos Aires, na Argentina. Tudo corria bem até...

Passando na costa do Rio Grande do Sul, o que aconteceu? Encalhou e a população local acabou saqueando o navio.

Teve gente levando roupa. Teve gente levando vinho. Teve gente levando o que tivesse pela frente.

Alguns tripulantes foram mortos, o que piorou e muito o caso. Não havia certeza se os assassinos eram brasileiros, vale frisar.

O embaixador britânico foi chamado para resolver o negócio.

A marinha britânica vai para costa do Rio Grande do Sul, mas é impedida de trabalhar. As investigações eram lentas, na opinião dos britânicos.

O tal negócio começou a ficar complicado.   

William Christie, o Embaixador, exigiu que Dom Pedro II pagasse o prejuízo.

Além, evidente, de pedir desculpas.

Dom Pedro II disse não. A população ficou ao lado do Imperador.

Começa então uma estremecida diplomática, que vai se acentuar em junho de 1862.

Três marinheiros britânicos, do navio Forte, foram presos no bairro da Tijuca, no Rio de Janeiro, por estarem bêbados, tocando o terror...chegaram a brigar com policiais. Briga corporal mesmo.

Estavam achando que aqui podiam tudo.

O Embaixador achou um desrespeito. Como assim prender marinheiros do meu país que estavam fazendo besteira no seu país?

Eis que o folgado pede punição aos policiais. Dom Pedro II nega.


THIAGO GOMIDE é jornalista e pesquisador. Foi apresentador e editor do Canal Futura e da MultiRio, ambos dedicados à educação. Escreveu e dirigiu o documentário "O Acre em uma mesa de negociação". Além de ser o responsável pelo conteúdo do Tá na História, atualmente edita e apresenta o programa A Rede, na Rádio Roquette Pinto ( 94,1 FM - RJ). 

A proposta do Tá na História é oferecer conteúdos que promovam conhecimento sobre personagens e fatos históricos, principalmente do Brasil. Tudo isso, claro, com bom humor e muita curiosidade.