Antigo Egito

Durante a quarentena, governo do Egito lança passeios virtuais por seus monumentos

Durante a quarentena para combater o coronavírus, o governo do Egito inaugurou a primeira visita virtual à tumba da rainha Meresankh III, localizada na necrópole de Gizé, aos pés da Grande Pirâmide. Segundo o Ministério do Turismo e Antiguidades do país, essa estrutura abriga alguns dos relevos mais bem preservados da história. Além desse, outros passeios virtuais por monumentos históricos estão sendo promovidos pelo órgão.

Com o slogan “Viva o Egito da sua casa. Fique em casa”, o objetivo do governo egípcio é que as pessoas mantenham o interesse pelos locais históricos mesmo durante a quarentena. Segundo o Ministério, essa iniciativa foi possível graças ao material que já estava preparado por órgãos de pesquisa em egiptologia. O passeio virtual pela tumba de Meresankh III foi criado com equipamentos de modelagem tridimensional da Universidade de Harvard.

A rainha foi esposa do faraó Quéfren e neta do faraó Quéops. Sua luxuosa tumba foi descoberta em 1927 pelo arqueólogo George Andrew Reisner, da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos. O local histórico é ricamente decorado com cenas que mostram o cotidiano da realeza egípcia.

Pelo site, as pessoas podem ver a tumba por vários ângulos, fazer uma turnê tridimensional entre suas passagens e também usufruir de ferramentas de realidade virtual. Para acessar o tour virtual, clique aqui. Entre os outros passeios virtuais já disponíveis, estão visitas à Tumba de Menna, à Mesquita-Madrassa do Sultão Barquq, ao Mosteiro Copta Vermelho e à Sinagoga Ben Ezra. Eman Zeidan, assistente do Ministério do Turismo e Antiguidades, garantiu que a cada semana novos monumentos serão abertos ao público.


Fontes: The Guardian e El Nacional

Imagem: Ministério do Turismo e Antiguidades do Egito