comportamento

Empresa japonesa oferece parentes e amigos de aluguel

Quem mora no Japão pode contar com um serviço inusitado para os momentos de solidão. Uma empresa de lá simplesmente "aluga" atores que desempenham o papel de amigos e parentes para quem se dispor a pagar cerca de R$ 740 por quatro horas de companhia. O empreendimento conta com mais de dois mil funcionários que atuam como pais, mães, avós, namorados ou colegas.

A empresa, chamada de Family Romance (em homenagem ao artigo “Romances Familiares”, de Sigmund Freud), foi fundada há dez anos por Yuichi Ishii. Ele teve a ideia após se passar pelo pai do filho de um amiga que queria matricular a criança em um jardim de infância particular. A direção da escola exigia uma entrevista com o pai e a mãe do candidato a aluno. A experiência não deu certo porque a interação entre ele e o “filho” não foi convincente, mas a situação fez com que ele se desse conta de que havia um nicho de mercado para parentes postiços.

Ishii conta que a empresa oferece uma grande variedade de "personagens". Além de pais e amigos, pode-se alugar bebês, tios, primos, entre outros. Os atores podem ser alugados tanto para experiências a sós ou para servirem como companhia em público. Eles atuam em compromissos familiares, festas, passeios ou acompanham seus "locatários" durante as compras. Os atores são proibidos de beijar ou fazer sexo com seus clientes. 

Como muitas famílias tentam compensar a falta da figura paterna, o pai é o papel mais alugado. O próprio Ishii tem 35 "filhos" postiços. Alguns acreditam realmente serem filhos dele. Ishii diz que às vezes sofre de crise de identidade devido aos seus papéis. "Quem sou eu realmente?", questiona.

O estranho serviço oferecido pela Family Romance acabou virando tema de um documentário dirigido pelo lendário cineasta alemão Werner Herzog. A obra estreou recentemente no Festival de Cannes. Ishii também escreveu um livro sobre seu negócio, Human Rental Shop (Loja de Aluguel de Humanos), que deve ser lançado em breve.

[VÍDEO RELACIONADO: #HistóriaDasPalavras: Família]

 


Fonte: BBC

Imagem: Shutterstock.com