ESPAÇO

Encontradas evidências extraterrestres da origem da vida na Terra

Uma equipe internacional de cientistas encontrou açúcares essenciais para a composição do ácido ribonucleico (RNA), isto é, elementares para a existência da vida, em dois meteoritos que caíram na Terra. A descoberta apenas aumenta a quantidade de componentes biológicos descobertos em pedaços de rochas espaciais e, portanto, fortalece a teoria da Panspermia, que atribui a origem da vida terrestre ao bombardeio cósmico de meteoritos e asteroides.

Antes da nova descoberta, outros elementos primários para a origem da vida, como aminoácidos e nucleobases, foram encontrados em rochas espaciais, embora seja a primeira vez que esses açúcares tenham sido descobertos. Yoshihiro Furukawa, da Universidade Tohoku, no Japão, explicou que "o açúcar extraterrestre pode ter contribuído para a formação de RNA na Terra prebiótica, o que possivelmente levou à origem da vida". 

Os açúcares foram descobertos por meio da análise de amostras de poeira de dois meteoritos. "É incrível que uma molécula tão frágil possa ser detectada em material tão antigo", disse Jason Dworkin, cientista da NASA e coautor do estudo. Como a Terra está repleta de vida, a equipe teve que considerar a hipótese de que os açúcares contidos nos meteoritos simplesmente fossem resultado da contaminação de substâncias terrestres. Mas, segundo os cientistas, várias linhas de evidência indicam que a contaminação é improvável, incluindo os resultados da análise isotópica dos elementos encontrados. 

Após os avanços resultantes dessa pesquisa, os cientistas planejam analisar amostras de outros meteoritos. Seu objetivo é descobrir quão abundantes os açúcares extraterrestres que transportam as rochas espaciais podem ser e como eles se combinaram para gerar vida. 


Fontes: Live Science e NASA

Imagem:  NASA's Goddard Space Flight Center Conceptual Image Lab