POMPEIA

Encontrado em Pompeia esqueleto de criança que tentou se esconder em banho público

Arqueólogos encontraram nas ruínas de Pompeia o esqueleto de uma criança que morreu na erupção do Vesúvio. Como os restos mortais foram encontrados nas Termas Centrais (um complexo de banhos públicos), os pesquisadores acreditam que a vítima estava procurando se abrigar da fúria do vulcão naquele local. Estima-se que ela tinha entre sete e oito anos de idade, mas só após exames de DNA será possível identificar o seu sexo.

A descoberta foi feita durante o processo de revitalização das Termas Centrais, espaço que será aberto ao público no Parque Arqueológico de Pompeia. O esqueleto estava enterrado sob uma profundidade de apenas 10 cm, próximo à área de entrada das Termas. De acordo com os arqueólogos, os restos mortais estavam imersos no fluxo piroclástico (camada resultante da mistura de gás e material vulcânico).

Os banheiros públicos eram lugares badalados da Roma Antiga. Eles eram usados como um centro para tomar banho, socializar, relaxar e se exercitar. As Termas Centrais de Pompéia, com seus grandes pilares e interiores luxuosos de mármore, foram provavelmente inspiradas no complexo de banhos termais criados pelo imperador Nero em Roma.

Pompeia foi devastada pela erupção do Vesúvio, no ano 79 d.C. O vulcão espalhou cinzas, rochas e vapores vulcânicos pelo ar. Cerca de 20 mil pessoas morreram na tragédia.


Fonte: IFLScience

Imagens: Parque Arqueológico de Pompeia/Divulgação