Dinossauros

Encontrado o fóssil do “dragão dançarino”, elo perdido entre dinossauros e pássaros

Cientistas encontraram na China o fóssil de um provável elo perdido entre pássaros e dinossauros. Batizado de Wulong bohaiensis (ou "dragão dançarino"), o animal viveu há cerca de 120 milhões de anos na região onde hoje fica a província de Jehol. De acordo com os pesquisadores, ele era todo coberto de penas.

O dragão dançarino tinha a altura de um corvo, mas com o dobro de seu comprimento. Segundo os cientistas, o animal de aparência feroz apresentava uma boca cheia de dentes afiados, além de uma cauda longa e ossuda. O estudo sobre a nova espécie de dinossauro foi publicado na revista científica The Anatomical Record.

"O novo dinossauro se encaixa em uma incrível variedade de animais alados e de penas que estão intimamente relacionados à origem dos pássaros", disse Ashley Poust, cientista do Museu de História Natural de San Diego e autor da pesquisa. De acordo com ele, o estudo desses tipos de espécimes ajuda a entender como características importantes das aves, como o voo, surgiram em um passado remoto.

O dragão dançarino tem entre seus parentes o velociraptor. De acordo com a ciência, tanto os pássaros quanto os dinossauros bípedes (como o próprio velociraptor e o t-rex) têm uma origem em comum: eles são descendentes dos terópodes, animais que surgiram há 231 milhões de anos, durante o final do período triássico.

"Os pássaros são dinossauros vivos, assim como nós somos mamíferos", disse a paleontóloga Julia Clarke, professora do Departamento de Ciências Geológicas da Universidade do Texas. "Todas as espécies de pássaros que temos hoje são descendentes de uma linhagem de dinossauros: os terópodes", completou.


Fontes: CNN e Live Science

Imagem: Ashley Poust/Museu de História Natural de San Diego/Reprodução