meio ambiente

Especialistas desmentem boatos sobre presença de vespas assassinas no Brasil

Recentemente, vespas assassinas da Ásia chegaram pela primeira vez aos Estados Unidos. As autoridades do país estão preocupadas com a presença desses insetos, pois eles são uma ameaça para abelhas nativas e humanos. Apesar de haver boatos nas redes sociais sobre aparições dessas criaturas no Brasil, especialistas garantem que isso é mentira.


Vídeo relacionado
#HistoryEntrevista Marcelo Tas sobre as duas pandemias: COVID-19 e fakenews


A vespa gigante asiática ou vespa mandarina (vespa mandarinia) é nativa da Ásia oriental. No Japão, ela é a maior predadora das abelhas. Em humanos, a ferroada desses insetos é extremamente dolorosa e potencialmente fatal. Segundo especialistas, múltiplas ferroadas podem matar uma pessoa, mesmo que ela não seja alérgica.

Apesar de terem aparecido nos Estados Unidos no fim de 2019, não há registro da presença dessas vespas no Brasil. Bruno Corrêa Barbosa, biólogo da Universidade Federal de Juiz de Fora (MG), disse que a probabilidade do inseto invadir nosso país é baixíssima. "Em relação à chegada dessa vespa ao Brasil, posso dizer que dificilmente essa espécie se adaptaria, já que temos um clima tropical, ou seja, completamente diferente da sua região de origem, que tem clima temperado", disse ele em entrevista ao Estadão.

Além da possibilidade dessas vespas chegarem ao Brasil ser baixa, elas não são agressivas com o ser humano e só atacam se forem perturbadas, segundo Tatiane Tagliatti Maciel, mestre em comportamento e biologia animal da Universidade Federal de Juiz de Fora. O Ibama informou que nunca foram emitidas licenças de importação desses insetos para o Brasil. De acordo com o órgão, a importação de invertebrados é proibida no Brasil desde 1998.


Fonte: Estadão

Imagem: Shutterstock.com