CHILE

As estátuas do conquistador que os manifestantes chilenos estão decapitando

A conquista do Chile foi liderada por Pedro de Valdivia, que em 1546 chegou para render Diego Almagro, que havia falhado após viajar por pouco mais de dois anos nas regiões da Bolívia, Argentina e Chile, e ter enfrentado uma forte resistência mapuche , no deserto de Atacama. Após algumas guerras e conquistas políticas, a Espanha nomeou  Valdivia governador e capitão geral do Chile.

Em meados do século XVI, Pedro de Valdivia havia conseguido desenvolver uma rede de povoados e fortalezas espanholas pelo Chile, mas sem conseguir paz com os mapuches, que lutavam uma guerra ao longo do rio Biobío. Valdivia morreu no natal de 1553, durante uma revolta liderada pelo mapuche Lautaro, que havia convivido com os espanhóis  por três anos.

Nas últimas ondas dos protestos em massa no Chile, alguns grupos se deram a missão de destruir alguns dos símbolos mais emblemáticos da conquista espanhola. As estátuas de Pedro de Valdivia e do vice-rei García Hurtado foram derrubadas na cidade de Temuco, ao sul de Santiago, na cidade de Valdivia, no centro do país, e na província de Arauco, na região de Biobío.