ESPAÇO

Estudo afirma que Vênus já foi potencialmente habitável

O planeta Vênus é hoje um terreno inóspito com uma atmosfera tóxica 90 vezes mais espessa que a terrestre. Além disso, suas temperaturas na superfície alcançam os 864 graus Celsius. No entanto, um estudo recente realizou simulações climáticas para descobrir que, em um passado distante, o planeta pode ter sido potencialmente habitável, com água líquida e um clima temperado, ao menos durante 3 bilhões de anos. Se imaginarmos que os planetas do Sistema Solar se formaram há 4,5 bilhões de anos, conclui-se que isso aconteceu relativamente cedo, logo no seu nascimento.

O modelo computacional também permitiu saber que algo aconteceu entre 700 e 750 milhões de anos atrás. Nesse momento, as rochas venusianas liberaram enormes quantidades de dióxido de carbono, transformando o clima planetário, algo que reverbera com o atual aquecimento global na Terra. Também foi possível saber que as erupções vulcânicas em Vênus alteraram a topografia do planeta e preencheram regiões baixas e possíveis bacias oceânicas, durante os últimos bilhões de anos. Algumas simulações sugeriram a presença de um oceano muito profundo, com mais de 300 metros de profundidade.

Segundo o estudo, Vênus enfrentou uma fase de esfriamento repentino, poucos bilhões de anos depois de sua formação. Essas condições propiciaram a formação de uma atmosfera viável para o desenvolvimento da vida. Mas, novamente, os cientistas acreditam que algo tenha ocorrido, ainda que não sabiam precisamente o que foi. Muitos pesquisadores tendem a relacionar o acontecimento a um fenômeno vulcânico. Seja o que for, gerou um efeito térmico brutal, originando as temperaturas extremas da atualidade. Além disso, eles tentam saber o que causou o esfriamento tão rápido de Vênus.

 


Fonte: CNN 

Imagens: NASA Images/Shutterstock.com