NAZISMO

Extremista português promove concurso para eleger “Miss Hitler”

Um polêmico concurso de beleza está sendo organizado por um extremista português. Batizado de "Miss Hitler", o evento pretende eleger as concorrentes nos quesitos "melhor saudação nazista" e "melhor declaração de amor ao III Reich". Segundo os organizadores, a premiação tem como objetivo "derrubar dogmas e romper os tabus".

O concurso foi divulgado em uma página da rede social russa VK. Anúncios do evento aparecem escritos em português, inglês, espanhol, russo, sueco, chinês e outros idiomas. Os organizadores solicitam que as candidatas enviem três fotos e escrevam algumas palavras que as representem.

Um dos administradores da página é identificado como "João Branco", um homem de 39 anos, natural de Lisboa. Em entrevista ao jornal semanal português Expresso, Branco afirmou que não se considera nazista, mas "revisionista". O concurso estava previsto para acontecer entre agosto e setembro.

Ano passado, a VK já havia banido a página do evento. Este ano, a fanpage foi novamente tirada do ar, de acordo com o site israelense Arutz Sheva. "A comunidade foi bloqueada devido à violação das nossas regras. A VK é sempre intolerável à promoção de violência, propaganda nacionalista e extremista", disse um representante da rede social russa.


Fontes: JN, Expresso e Arutz Sheva

Imagem: Reprodução