animais

Fuinha deixa maior acelerador de partículas do mundo sem energia

Um pequeno e desavisado animal selvagem conseguiu parar a maior experiência científica do mundo por alguns dias.

Uma fuinha roeu um cabo de força e deixou sem energia o maior acelerador de partículas do planeta, conhecido como Grande Colisor de Hádrons (sigla inglesa LHC), localizado na Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear (da sigla francesa CERN), próximo de Genebra, na Suíça. O acidente ocorreu no final do mês de abril. O bichinho, infelizmente, morreu frito ao mastigar a fiação que ligava um transformador eléctrico de 66 quilovolts. 

[O HISTORY AGORA ESTÁ NO SPOTIFY: CLIQUE AQUI E SIGA-NOS]

 



"Posso confirmar que tivemos alguns problemas elétricos", disse o porta-voz do CERN, Arnaud Marsollier. "Nós suspeitamos que pode ser devido a um pequeno animal."

Os físicos do CERN estão ansiosos para retomar os trabalhos. Eles estão atuando na investigação de uma uma misteriosa partícula, que pesa 750 giga elétron-volts, cuja existência teria sido sugerida em dados coletados anteriormente à queda de energia.

 

 


Fonte: New Science
Imagem: Peter Krejzl/Shutterstock.com