BIOLOGIA

Fungo alucinógeno leva cigarras a copularem até perderem os genitais

Cigarras infectadas por um fungo psicodélico são transformadas em "zumbis sexuais". O fenômeno foi observado por cientistas da Universidade de West Virginia, nos Estados Unidos. Os insetos afetados pela substância entram em um frenesi e copulam até seus genitais serem destruídos.

Os pesquisadores já haviam identificado o comportamento inusitado dessas cigarras infectadas, mas não sabiam exatamente quais substâncias provocavam a "orgia" entre os insetos. Agora, eles identificaram traços de anfetaminas e alucinógenos no fungo Massopora. Alguns desses componentes são semelhantes aos presentes em cogumelos alucinógenos.

As cigarras contaminadas passam a desenvolver um comportamento hiperssexual, esfregando seus genitais até que eles literalmente caiam. “Elas se tornam apenas zumbis, já que o fungo passa a ter controle sobre seus corpos”, disse Matt Kasson, um dos autores do estudo. Até mesmo insetos do mesmo sexo começam a copular entre si.

As cigarras entram em contato com o fungo no subsolo, onde passam de 13 a 17 anos antes de emergirem à superfície como adultos, disse Kasson. Depois, o fungo é transmitido sexualmente entre elas. Os cientistas planejam resequenciar o genoma do fungo e analisar a expressão gênica em cigarras saudáveis e infectadas para entender melhor os aspectos genéticos da descoberta. De acordo com Kasson, o estudo pode servir para o desenvolvimento de novos medicamentos pela indústria farmacêutica. 


Fontes: Live Science e WVU Today

Imagens: Matt Kasson/Universidade de West Virginia/Reprodução