meio ambiente

Gorilas mais raros do mundo são fotografados pela primeira vez com filhotes

Os gorilas-do-rio-cross (Gorilla gorilla diehli) são a subespécie mais ameaçada desses grandes primatas. Raramente avistados, eles vivem nas selvas tropicais e subtropicais entre Nigéria e Camarões. Agora, pela primeira vez, um grupo desses animais foi fotografado carregando filhotes. 

Especialistas estimam que somente 300 gorilas-do-rio-cross existam na natureza. Recentemente, com a ajuda de armadilhas fotográficas, ambientalistas da ONG Wildlife Conservation Society (WCS) conseguiram registrar imagens de alguns deles nas Montanhas Mbe, no sul da Nigéria. Há oito anos nenhum animal da espécie era fotografado.

Os ambientalistas ficaram entusiasmados com as fotos pois os primatas aparecem carregando filhotes. Isso indica que os gorilas-do-rio-cross estão se reproduzindo com sucesso. De acordo com a WCS, as populações estão se recuperando como resultado dos esforços de proteção a esses animais. No passado, a espécie era alvo de caçadores.

Extremamente tímidos, devido a um longo histórico de perseguição por humanos, os gorilas-do-rio-cross vivem em locais isolados e de difícil acesso. A presença deles pode ser detectada principalmente por sinais indiretos, como ninhos, esterco e restos de alimentação. Eles estão distribuídos de forma irregular em uma região montanhosa e florestal que abrange cerca de 12 mil quilômetros quadrados entre o Rio Cross, na Nigéria e Takmanda-Mone, na República de Camarões. 


Fonte: Wildlife Conservation Society

Imagens: Wildlife Conservation Society/Divulgação