MEDICINA

Homem desenvolve infecção após injetar o próprio sêmen

Para combater dores nas costas, um irlandês de 33 anos decidiu aplicar em si mesmo injeções de seu próprio sêmen, sem aconselhamento médico. Nem é preciso dizer que o "tratamento" não possui qualquer embasamento científico e traz diversos riscos para a saúde. Como resultado, o homem desenvolveu uma protuberância no braço direito, resultado de uma grave infecção subcutânea.

Lisa Dunne, médica que atendeu o paciente no hospital Adelaide and Meath, em Dublin, disse que ele vinha injetando uma dose mensal do seu próprio sêmen durante 18 meses. O homem acreditava que as aplicações intramusculares eram "um método inovador" para tratar do problema que afetava suas costas. 

Além de não aliviar suas dores, as injeções fizeram com que o braço endurecesse no local próximo da picada, formando um abcesso. Isso aconteceu porque o sêmen extravasou para os tecidos macios da região. As injeções acabaram causando uma infecção bacteriana e o paciente precisou receber tratamentos com antibióticos para se recuperar.

Em um estudo sobre o caso publicado no Diário Médico da Irlanda, Dunne disse que esse se trata do primeiro caso de injeção intramuscular de sêmen em humanos já registrado pela medicina. Não se sabe de onde o paciente tirou a ideia para fazer isso. Os médicos disseram que o caso é um alerta sobre os perigos da auto-administração de injeções por um leigo.


Fontes: BBC Brasil e The Independent

Imagem: Shutterstock.com