ZUMBIS

Homem "vira zumbi" devido à doença raríssima

Um belo dia, este cidadão britânico acordou totalmente convencido de estar morto em vida, como um zumbi, embora tivesse consciência de que ainda respirava.

O homem, cuja identidade não foi revelada, além de seu primeiro nome, Graham, foi diagnosticado com uma rara doença mental denominada Síndrome de Cotard, também conhecida como “síndrome do cadáver ambulante”, um quadro que faz com que a pessoa acredite que está morta, e que foi transformada em um zumbi.

Um dia, depois de passar vários anos em um estado profundo de depressão, Graham decidiu se suicidar, colocando um objeto elétrico na banheira onde estava imerso. Apesar de não ter morrido, desde esse dia ele insistiu que seu cérebro “estava morto”.

“Perdi os sentidos do olfato e do paladar. Não havia motivo para comer porque eu estava morto. Era uma perda de tempo falar, já que eu nunca tinha nada a dizer”, afirmou Graham a um jornal. Ele chegou a se abrigar, inclusive, em um cemitério, porque sentia a necessidade de estar lá.

O quadro sintomático de Graham é extremo, de acordo com o neurologista Steven Laureys, da Universidade de Lieja, na Bélgica. “Nunca vi ninguém que estivesse de pé e interagindo com as pessoas com um resultado tão anormal nos exames. A função do cérebro de Graham se assemelha a de uma pessoa durante a anestesia ou o sonho”, afirmou o especialista.

A Síndrome de Cotard é uma das doenças mais raras do mundo e afeta pouquíssimas pessoas, impedindo-as de recuperar todas as suas faculdades mentais.

Fonte: The Telegraph 

Crédito da foto: Rangizzz/Shutterstock